Municípios do Leste Fluminense criaram mais de 2 mil empregos até março

Levantamento feito pela Firjan, divulgado através da plataforma Retratos Regionais, aponta que os municípios do Leste Fluminense (Niterói, São Gonçalo, Itaboraí, Maricá, Tanguá e Rio Bonito) criaram mais de 2 mil vagas de empregos entre janeiro e março de 2021. Março, inclusive, foi o terceiro mês consecutivo de saldo positivo de contratações no ano, quando considerados todos os setores econômicos (indústria, comércio, serviços e agropecuária). Niterói (+855) e São Gonçalo (+724) são os municípios com os melhores desempenhos em 2021 nestas áreas.

A análise específica da indústria da região mostra que o setor gerou quase 1.500 novos postos de trabalho formais no acumulado deste ano. Novamente, Niterói (+585) e São Gonçalo (+578) também se destacaram positivamente neste período. Os setores que impulsionaram este resultado foram a construção civil (+553) e a manutenção, reparação e instalação de máquinas e equipamentos (+449).

A despeito das medidas restritivas de combate à pandemia adotadas em março deste ano, a indústria fluminense seguiu a tendência de alta e registrou a abertura de 3.033 postos de trabalho, tornando-se a segunda maior contratante neste que foi o terceiro mês consecutivo de mais admissões do que demissões. A análise, feita pela Firjan a partir da plataforma Retratos Regionais, revela ainda que a tendência de alta se repetiu em todos os demais grandes setores: Serviços (+7.595), Comércio (+2.270) e Agropecuária (+199), num total de 13.097 novos postos de trabalhos formais em todo o estado.

No setor de Indústrias, segmentos ligados à Construção Civil (+1.164), à Manutenção, Reparação e Instalação de Máquinas e Equipamentos (+762) e à Confecção de Artigos do Vestuário e Acessórios (+510) impulsionaram a geração de empregos. Já no setor de Serviços, as maiores contratações ocorreram nos segmentos de Serviços de Catering, Bufê e Outros Serviços de Comida Preparada (+1.464), Limpeza em Prédios e em Domicílios (+1.252) e Atividades de Atendimento Hospitalar (+731).

Por outro lado, após seis meses consecutivos de recuperação, o segmento de Restaurantes e Outros Estabelecimentos de Serviços de Alimentação e Bebidas voltou a demitir em março (-1.117), diante de novas restrições impostas para frear o contágio da COVID-19 no estado. No período de 12 meses desde abril do ano passado a março deste ano, os setores de Serviços (-57.217) e Indústria e Construção (-5.791) ainda acumulam perdas. Já o Comércio (+2.075) e a Agropecuária (+29) apresentaram resultados positivos nessa comparação, indicando que as contratações superaram os desligamentos no acumulado do período de abril de 2020 a março de 2021.

No saldo geral de vagas abertas, 74 dos 92 municípios fluminenses apresentaram geração líquida de emprego formal em março de 2021, frente a apenas 31 cidades que estavam contratando um ano antes, quando eclodiu a pandemia no país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze − três =