Mulheres são homenageadas na Câmara de Niterói

Raquel Morais –

O mês de março é conhecido como o Mês da Mulher e, apesar do dia comemorativo já ter passado, nesta segunda-feira (27) a Câmara de Vereadores de Niterói prestou uma homenagem às guerreiras niteroienses. A solenidade foi presidida pelo vereador Paulo Bagueira e foram entregues 14 medalhas honoríficas, além de um título de cidadã benemérita. Entre as escolhidas estavam a primeira-dama do município, Fernanda Sixel, a presidente da Associação dos Amigos da Mama de Niterói (Adama), Thereza Cypreste e Eva de Lourdes Santana Amóra, professora e diretora do Jornal A TRIBUNA.

A solenidade começou com Magda Belotti, que cantou o Hino Nacional Brasileiro e emocionou todos que estavam no plenário. Outras apresentações líricas também tocaram o coração de quem assistia o evento. “Essas são mulheres que representam a cidade e marcam a vida dos niteroienses”, sintetizou Bagueira. A empresária Henriqueta Henriques, de 78 anos, já foi muito lembrada em várias homenagens ao longo dos seus 37 anos de profissão, mas na Câmara foi a primeira vez. “Me sinto feliz e honrada por ter sido escolhida entre tantas mulheres. Trabalho com carinho e amor e quando cozinho espero que as pessoas se sintam na casa da vovó”, elucidou a cozinheira, que fundou a Gruta de Santo Antônio, na Ponta da Areia, e levou para casa a medalha José Clemente Pereira.

A primeira-dama de Niterói Fernanda Sixel, de 41 anos, também esteve no hall das homenagens de ontem e ressaltou a importância de se avançar com os direitos da mulher na sociedade. “Ainda existe a desigualdade salarial e discriminação da mulher, por exemplo. Me sinto muito orgulhosa de ser mulher e lutar, desde minha adolescência, pela causa”, lembrou a também pedagoga, que recebeu a medalha Professor Felisberto de Carvalho.

A atual presidente do Projeto Gugu, Regina Bittencourt, de 63 anos, recebeu o mesmo título e foi muito aplaudida por todos. “O projeto tem 90% das inscrições femininas. Todos os dias as mulheres devem ser homenageadas e respeitadas”, sintetizou.

A diretora de A TRIBUNA, Eva de Lourdes, recebeu a medalha Leila Diniz em forma de homenagem pelas mãos do vereador Bruno Lessa (PSDB).

Também foram enaltecidas a escritora de livros infantis Danielle Fritzen, professora Flávia Monteiro, jornalista Raquel Pantaleão, presidente do grupo Raabe, Barnielly dos Santos, entre outras. O título de cidadã benemérita foi concedido para Maria Alice Lisboa de Oliveira, entregue pelo vereador Paulo Eduardo Gomes (PSol).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − cinco =