Mulheres são assaltadas e baleadas na porta do trabalho

Augusto Aguiar –

Uma tentativa de assalto no interior de uma padaria, situada no bairro Estrela do Norte, São Gonçalo, mobilizou policiais militares e civis, na manhã desta terça-feira (04). O saldo foi de duas jovens baleadas, mas sem maior gravidade. Câmeras de segurança instaladas no perímetro do local da ocorrência podem ajudar na identificação dos criminosos.

De acordo com informes apurados pela polícia, a Padaria Vitória, situada na Rua Monteiro Lobato, ainda estaria fechada quando criminosos armados teriam rendido as vítimas, cuja identificação foi preservada, que trabalhariam no local. Os marginais exigiram que elas entregassem os aparelhos celulares. Não se sabe alguma das vítimas teria feito um movimento brusco ou tentado se desvencilhar dos criminosos e esses, por sua vez, efetuaram disparos, que os atingiram no pé e na coxa. Socorridas por populares e encaminhadas para o Pronto Socorro de São Gonçalo (PSSG), as vítimas foram medicadas e tiveram alta. Policiais militares do 7º BPM (São Gonçalo) e civis, da 72ª DP (Mutuá), estão trabalhando no sentido de identificar os criminosos.

Ainda nas primeiras horas da manhã de terça, por volta das 5h45min, criminosos assaltaram mulher na Rua Imboaçu, em frente ao Mercado Magrão, no bairro Boaçu. Os bandidos, além de roubarem os pertences, agrediram a vítima. Moradores estão solicitando ao 7º BPM que reforce o patrulhamento nas ruas que fazem limites entre os bairros do Boaçu e Portão do Rosa. Segundo os moradores, as principais vítimas são trabalhadores, que saem de casa mais cedo e se deslocam para as paradas de ônibus.

Na manhã de segunda-feira (03), um suspeito foi baleado durante uma tentativa de assalto a uma outra padaria, dessa vez na Rua Coronel Rodrigues de Carvalho, no bairro Mutuá. A polícia apurou que por volta das 6 horas três homens teriam chegado armados com um revólver e renderam o dono do estabelecimento. Na ação, um dos suspeitos, que estava desarmado, abordou um sargento da PM, que estava à paisana. Houve luta corporal e, na briga, a arma do militar disparou, atingindo a perna do acusado. Os comparsas do baleado conseguiram fugir a pé. O registro do fato foi da 73ª DP (Neves).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *