Mulheres agredidas pelos companheiros vão parar no hospital em Maricá

Ocorrências de crimes contra a mulher tem sido comuns em Maricá. Ontem (7), duas mulheres foram parar no Hospital Municipal Conde Modesto Leal, no Centro, depois de serem agredidas pelos seus companheiros. Durante a tarde, uma das vítimas, uma jovem de 18 anos, relatou a Polícia Militar ter sido agredida pelo companheiro, de 19 anos, no momento em que buscava o seu filho na casa de uma mulher com a qual havia deixado a criança sob supervisão. O crime ocorreu na Rua 12, em Chácaras de Inoã. Em um curto intervalo de tempo, durante a mesma tarde, na mesma cidade, agentes do 12º Batalhão (Niterói) atenderam o pedido de ajuda de uma outra mulher, de 34 anos, que havia sido agredida pelo seu companheiro, de mesma idade, na Rua Domício da Gama, no Centro. Neste segundo crime, porém, um segundo homem, de 32 anos, interviu nas agressões e defendeu a vítima reagindo contra o agressor. Ambas as ocorrências foram encaminhadas para a central de flagrantes de Niterói, a 76ª DP (Centro).

De acordo com o delegado titular da 82ª DP (Maricá), Júlio César Mulatinho, a média registros deste tipo na delegacia na cidade de Maricá é de alta e se mantém constante. Somente ontem (7) foram quatro ocorrências deste delito.

“Os índices de crimes contra a mulher são altos em Maricá. Todo crime precisa de registro para serem obtidas as medidas protetivas. Na semana passada nós criamos uma sala rosa na delegacia especialmente para atender a mulheres vítimas de violência doméstica. São duas policiais atendendo das 9h às 17h. Tem depoimentos de cunho mais íntimo, até mesmo cunho sexual, e é mais fácil para as vítimas relatarem os fatos para policiais mulheres. Essas policiais também tem a visão do outro lado desta realidade como também mulheres. Caso a vítima queira fazer o registro de ocorrência fora do horário do atendimento na Sala Rosa, ela pode fazer o registro básico normalmente e realizar depois um depoimento mais detalhado com as policiais na sala especial”, informou o delegado.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 5 =