Mulheres acumulam funções e fazem diferença

Um é pouco, dois é bom, mas três é demais! Esse ‘ditado da vovó’ não se aplica para niteroienses e gonçalenses que se dividem em várias profissões. As misturas são desde gerente de investimento que também é rainha de bateria até coordenadora de escola que também trabalha costurando vestidos de festas; além de cabeleireira que alterna os atendimentos como vendedora de seguro. Essas guerreiras explicam como organizam o tempo para conseguirem trabalhar em tantos segmentos.

A niteroiense Mylla Ribeiro, de 38 anos, é um desses exemplos de que uma profissão apenas não basta. Além de ser mãe de um casal de pré-adolescentes, que já demanda um trabalho extra, a executiva atua como gerente de contas em uma empresa de investimentos. E quando não está envolvida com calculadoras, números e porcentagens, a educadora física divide seu tempo como rainha de bateria da escola de samba União CruzMaltina, além de ser musa do carnaval carioca há 12 anos.

Mas se engana que a rotina da moradora de Icaraí é apenas nessas duas atuações, ela também é blogueira. “A minha rotina não é fácil. Eu acordo muito cedo, coloco as crianças na escola e vou para empresa. Saio do trabalho por volta das 18h/19h, passo em casa, organizo algumas coisas das crianças, da casa, do marido e vou para academia. Quando eu chego do treino eu preciso organizar o meu dia seguinte. Como atuo como blogueira entro no estúdio fotográfico a noite e às vezes faço as fotos em casa mesmo. É muita correria! Ainda tenho que participar dos ensaios nas escolas de samba. Como eu amo tudo que eu faço, apesar da correria é um prazer e no final tudo dá certo”, garantiu.

Além de cabeleireira Cíntya Costa trabalha como esteticista e vende seguros em uma parte da semana

E quem acha que essa rotina é um caso isolado, se engana. Para Cíntya Costa, 35 anos, o dia deveria ter muito mais do que 24 horas. A moradora de Nova Cidade, em São Gonçalo, usa de muito planejamento para conseguir atuar em, pelo menos, seis segmentos: cabeleireira, esteticista, terapeuta, designer de interiores, corretora de seguros e universitária. “Trabalhei até os 26 anos exclusivamente como cabeleireira e depois consegui fazer um curso de designer de interiores e montei minha construtora. Então eu trabalho com construção, reformas e decoração. Além disso sou homeopata e terapeuta holística e integrativa”, contou. Para dar conta de tanta responsabilidade Cíntya faz agenda alternada: segunda, quarta e sexta-feira ela tira para atender na parte de construção e vendas. Já na terça, quinta e sábado ela trabalha com estética. “No domingo eu descanso ou faço algum cursinho, se tiver”, brincou.

Sandra trabalha como modelista desde adolescente e como coordenadora de uma escola

Sandra Maria Gouvêa Damasio tem 58 anos e aprendeu a costurar ainda adolescente, com 15 anos, através dos ensinamentos da mãe e da tia. Desde então trabalha como modelista. Linhas, pontos e costura fazem parte do seu dia a dia, mas há dois anos começou uma nova empreitada, na área de coordenação de escola. “A Pedagogia vem do amor as crianças e a moda está no meu coração também. Costuro em todas as máquinas industriais com facilidade, desenho e modelo roupas para qualquer pessoa. Hoje estou trabalhando somente com vestidos de festa”, explicou a moradora do bairro Paraíso, em São Gonçalo, que no período da manhã trabalha com moda e no período da tarde em uma escola.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − 4 =