Mulher é presa em Maricá acusada de fraudar exames de covid-19

Acusada de realizar falsos exames de detecção da Covid-19, uma mulher foi presa, na quarta-feira (24), em Maricá, Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Segundo informações da Delegacia do Consumidor (Decon), responsável pela ação, ela faz parte de uma quadrilha de estelionatários.

De acordo com a especializada, a acusada se passava por funcionária de um laboratório. No momento da captura, a mulher havia acabado de realizar um teste de PCR em uma vítima, que pagou a quantia de R$ 200 pelo exame.

A investigação estima que mais de 500 pessoas tenham sido enganadas pelo bando do qual a presa faz parte. A especializada também apontou que a suspeita produzia o resultado dos testes de acordo com a conveniência e com base nos sintomas narrados pelas vítimas.

Com ela, foi apreendido vasto material para exames, inclusive coletas realizadas. A mulher foi autuada pelo crime de estelionato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × um =