Mulher e irmão de PM seguem internados em Niterói

Permaneciam internados até o início da tarde de ontem, no Hospital Estadual Azevedo Lima (Heal), no Fonseca, uma mulher de 35 anos e um homem, de 41 anos, vítimas de uma confusão ocorrida, na madrugada de sábado passado, numa casa noturna situada no bairro de Itacoatiara, na Região Oceânica de Niterói. A primeira vítima é esposa de um policial militar, identificado como Rafael de Souza Magliano Dias, lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Cidade de Deus, na Zona Oeste do Rio. A segunda vítima é irmão do PM, que foi baleado por este último, depois de uma confusão na saída da casa noturna, onde a esposa do policial teria sido atropelada pelo irmão do militar.

De acordo com informes policiais, na madrugada de sábado o agente da UPP acabou preso por militares do 12º BPM (Niterói) ao sacar uma pistola na saída do estabelecimento e disparar contra o próprio irmão. A esposa do PM teria sido atropelada momentos antes e havia ficado ferida na perna. Fontes policiais adiantaram que Rafael saía da boate com seus familiares nas primeiras horas da manhã e teve início uma confusão quando sua mulher foi atingida por um veículo, modelo Hilux SW4, conduzida por seu irmão. Houve discussão e em meio a confusão que se seguiu, o PM sacou uma pistola calibre 380 e atirou cerca de 15 vezes na direção do veículo, baleando seu irmão na perna.

A vítima foi socorrida para o Heal, mesma unidade para onde foi removida a esposa do PM.

PMs do 12º BPM foram acionados e deram voz de prisão para o colega de farda, conduzindo-o para a central de flagrantes da 77ª DP (Icaraí0, onde o fato foi registrado como tentativa de homicídio e disparo de arma de fogo. Depois de autuado, Rafael foi transferido para o novo Batalhão Especial Prisional, no Fonseca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 + seis =