Mulher é baleada no rosto durante assalto em São Gonçalo

Uma mulher foi baleada no rosto durante assalto, na madrugada desta quarta-feira (3), no bairro do Porto Novo, em São Gonçalo. A vítima foi socorrida ao Hospital Estadual Alberto Torres (HEAT) e está em estado grave. A Polícia Civil investiga maiores detalhes sobre o caso.

O crime aconteceu por volta das 2h30min. Segundo informações do 7º BPM (São Gonçalo), uma equipe foi acionada via 190 para a Rua Cristóvão Rosa de Almeida, altura do número 190. No local, os agentes encontraram Talitta de Castro Miller, de 36 anos, baleada na região do rosto. Segundo a PM, a área é de atuação da facção criminosa Comando Vermelho (CV).

Imediatamente, uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada e socorreu a mulher ao HEAT. Embora o estado dela seja considerado grave, os policiais afirmam que a vítima, ainda consciente, relatou ter sofrido um assalto. Ela permanece internada na unidade de saúde. O caso foi registrado na 73ª DP (Neves) como agressão física com arma de fogo.

HEAT confirma que mulher está em estado grave – Foto: Arquivo

A distrital abriu inquérito para investigar o caso. A polícia não revelou se o atirador levou algum pertence da vítima. A Polícia Civil deverá buscar imagens de câmeras de segurança que ajudem a identificar o autor do disparo, além de colher o depoimento de Talitta, assim que ela estiver em condições.

Violência em alta

De acordo com levantamento mais recente da plataforma Fogo Cruzado, a violência desenfreada é ainda o maior desafio para os moradores do Leste Metropolitano. Apesar de ter ficado atrás da Zona Norte e empatar com a Baixada Fluminense em número de tiroteios, a área concentrou quase a metade dos baleados na Região Metropolitana do Rio, 48%, só no mês de setembro.

O município de São Gonçalo foi o mais violento para a população. Embora tenha ficado atrás da cidade do Rio de Janeiro nos tiroteios – foram 150 registros no Rio e 48 em São Gonçalo -, o município teve 51 baleados no mês – 21 mortos e 30 feridos -, o que equivale a 81% do total de atingidos por bala em todo Leste Metropolitano.

Imagem: Reprodução/Google

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.