Mulher de Fabrício Queiroz coloca tornozeleira eletrônica

Márcia Aguiar, mulher de Fabrício Queiroz, compareceu na manhã dessa sexta-feira (17), na Central de Monitoramento do Estado, para instalar uma tornozeleira eletrônica, após ser intimada pela Justiça do Rio, na quinta-feira (16). Seu marido havia deixado presídio já utilizando o equipamento de monitoramento. O casal cumpre prisão domiciliar por determinação da Justiça.

Márcia e Fabrício são investigados no esquema de “rachadinha” no gabinete de Flávio Bolsonaro, quando este era deputado estadual no Rio. Depois de três semanas foragida, Márcia reapareceu no sábado (dia 11), no próprio apartamento, na Taquara, na Zona Oeste do Rio, depois que Fabrício Queiroz havia sido solto, na sexta-feira (10) por determinação da Justiça. Ele estava preso no Complexo Penitenciário de  Gericinó, também na Zona Oeste.

A mulher de Fabrício era procurada desde a prisão do marido, durante uma operação do MP, no dia 18 do mês passado. Dias depois o MP e a PM realizaram buscas na casa da madrinha de Queiroz, em Belo Horizonte, onde se pensava que Márcia estaria escondida. Agentes também estiveram em endereços em São João de Meriti, na Baixada Fluminense, na casa da mãe e das irmãs, e mais uma vez ela não foi encontrada.

O benefício da prisão domiciliar foi concedido após uma decisão do ministro João Otávio Noronha, presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), no último dia 9.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × quatro =