Mudanças na cobrança do cartão de crédito

Raquel Morais –

A partir dessa segunda-feira (03) o segmento dos cartões de crédito passará por algumas mudanças. O consumidor só poderá permanecer no crédito rotativo até o vencimento da fatura seguinte, impossibilitando a sua renovação mês a mês de maneira indefinida. Ou seja: o limite do crédito rotativo será de apenas 30 dias. Depois disso, o valor atrasado deverá ser pago ou financiado por meio uma linha de crédito oferecida pela operadora do cartão, obrigatoriamente com condições melhores e juros menores do que o parcelado.

O objetivo é diminuir o valor dos juros cobrados e evitar as dívidas. Segundo dados do SPC Brasil, hoje, a inadimplência do cartão de crédito rotativo para pessoas físicas é de 33,2% do total de operações, enquanto do parcelado é de apenas 1,2%. “O cartão de crédito é uma excelente ferramenta para quem sabe aproveitar seus benefícios, como serviços de milhagens e prêmios. Porém, se não for utilizado com consciência, pode promover compras por impulso. É preciso ter responsabilidade na hora de consumir. É importante que as dívidas no cartão de crédito não ultrapassem 30% do salário ou ganho mensal, justamente para evitar o descontrole financeiro”, finalizou Reinaldo Domingos, residente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin).

COMERCIÁRIOS GANHAM MOEDA DIGITAL
A partir dessa segunda feira alguns niteroienses já vão começar a usar a nova moeda digital da cidade. A Câmara de Dirigentes Lojistas de Niterói (CDL) criou o Cartão CDL Niterói Multibenefícios, que poderá ser usado pelos trabalhadores em redes credenciadas na cidade e em todo o país, desde que tenham acesso à rede Life Card. A ideia do projeto é fomentar o consumo do comércio local, facilitar as compras e diminuir o valor das transações com cartão de crédito. Os trabalhadores terão 30% do salário como limite do cartão e serão descontados em folha em até 40 dias. A novidade lembra o Cartão Mumbuca, moeda social eletrônica que circula em Maricá desde 2013.

O projeto está concluído e em fase de adesão de empresas e seus funcionários. “Estamos lançando em abril o que estamos lutando há anos, um cartão atrelado à marca CDL, é a Mumbuca moderna. O primeiro objetivo é fortalecer o comércio local, sem custos para os envolvidos. Empresários e funcionários saem ganhando. Vamos aumentar a base contributiva permanente e é uma forma que as empresas melhorem o seu fluxo financeiro sem gastos. É um benefício e um ganho”, comentou o presidente da CDL Niterói, Fabiano Gonçalves. A Câmara foi a primeira empresa a dar os cartões aos funcionários.

Nesta sexta-feira, uma reunião na CDL contou com representantes da rede Life Card, do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e de outras empresas. Américo Diniz, gerente do Sebrae Leste Fluminense, reforçou que a educação financeira é um dos pontos importantes dessa novidade na cidade.

O cartão tem ampla rede credenciada, sem taxa administrativa e descontos em medicamentos e outros setores, como postos de combustíveis e óticas, que podem chegar a 60%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *