Morte de Lázaro: Comissão de Direitos Humanos da OAB-GO se pronuncia

A Ordem dos Advogados do Brasil – seção Goiás (OAB-GO) anunciou que está acompanhando o desfecho das buscas policiais com a consequente morte de Lázaro Barbosa, investigado por vários crimes. A instituição afirmou que aguarda maiores informações sobre como se sucedeu a operação na qual os policiais afirmam terem sido confrontados pelo criminoso

Neste momento, na ausência de informações detalhadas a respeito dos procedimentos de captura, a Ordem solidariza-se com aquelas pessoas vitimadas pelo fugitivo, com a população da região que se sentia atemorizada, assim como com os agentes de segurança que participaram das buscas.

A Ordem, contudo, lamentou “a espetacularização e a celebração da morte ao alertar que a divulgação de fotos e vídeos de pessoa morta pode configurar-se crime, conforme o artigo 212 do Código Penal, passível de detenção de um a três anos e multa”. A OAB-GO ainda afirmou que aguarda a investigação da Polícia Civil que irá apurar, dentre outros pontos, se as circunstâncias da morte do foragido ocorreram nos limites da legalidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro + 16 =