Morre jornalista Eloisa Leandro após cirurgia plástica

Raquel Morais

A jornalista Eloisa Leandro, 40 anos, morreu na noite de quarta-feira após passar por um procedimento estético em uma clínica da Tijuca, na Zona Norte do Rio de Janeiro.

As primeiras informações apontam que ela teria passado por uma cirurgia plástica, estava muito feliz e cheia de planos para o período pós pandemia do coronavírus. De acordo com amigos e familiares Eloisa teria se submetido a uma lipoaspiração e teve uma parada cardíaca.

A jornalista trabalhou em várias redações de jornais, como A TRIBUNA e Jornal O São Gonçalo, mas ficou amplamente conhecida após uma tragédia familiar. Eloisa lutou incansavelmente para desvendar a verdade sobre a morte do seu filho em 4 de julho de 2011, que foi morto a tiros com apenas 15 anos.

“Triste essa notícia da partida da Eloisa Leandro, uma profissional tão querida e alto astral. Partiu para encontrar seu filhinho amado que também se foi precocemente. Eloisa deixa saudades e a certeza de que anjos existem, ela irradiava alegria e um senso de justiça incrível, uma garra de leoa. Siga na luz!”, lamentou a colega de profissão Alba Valéria Almeida, 48 anos.

O adolescente Victor Hugo da Silva Braga, de 15 anos, foi morto com um tiro na cabeça, no bairro Raul Veiga, em São Gonçalo, no dia 4 de julho de 2011. O jovem estaria sentado na calçada junto com outros amigos, quando um homem saltou do carro e atirou contra o grupo. Um dos amigos, na época com 18 anos, levou um tiro na boca mas conseguiu fugir. Victor então foi atingido na cabeça e outras duas estudantes também ficaram na mira dos bandidos, mas a arma falhou nos dois disparos. Vitor morreu no caminho do Hospital Estadual Azevedo Lima (Heal), no Fonseca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 2 =