Morre de Covid o jornalista Devaldo Quintino


O jornalista Devaldo Quintino, morreu ontem (18) em decorrência de complicações causadas pela Covid-19. Aos 72 anos, ele era um transplantado renal, portanto considerado um paciente com comorbidade que necessitava de cuidados especiais no caso da infecção pelo coronavírus.

Ele atuou durante muitos anos no jornalismo tendo passagens pelo Jornal A Tribuna como editor, foi chefe de reportagem no Jornal O Fluminense, entre outros veículos da região.

Nas redes sociais amigos se despedem com mensagens de carinho e muitos elogios àquele que um dia foi seu colega de trabalho.

“Hoje mais uma partida, o querido amigo Devaldo perdeu a luta para o maldito vírus da covid-19. E foi com temor que os amigos receberam a notícia de que ele havia sido internado, o fato de ser um transplantado renal já demandava cuidados especiais. Ainda assim do hospital mandava suas piadas e seu quadro era leve, mas traiçoeira como é essa doença, de repente ele piorou, precisou ser intubado e hoje à tarde sofreu uma parada cardíaca”, disse a colega de faculdade, Rosana Melo.

“Chefia, estou ainda sem chão. Saber que você saiu antes do fechamento da edição me deixou triste demais. Não era para ser assim. Vá na paz. Que os orixás te recebam com festa (merecida) no Orum. O mundo vai ficar menos divertido sem você”, desejou Marlucio Luna.

Segundo o colega de faculdade, José Rosa Garcia, Devaldo já estava imunizado.

“Embora a gente saiba que a vida é efêmera e que todos nós, cedo ou tarde, seguiremos para o mundo espiritual, não há como esconder a dor e a tristeza quando se trata de alguém próximo. Hoje, infelizmente, foi a vez do colega de faculdade e amigo querido, mais uma vítima dessa maldita Covid, apesar de imunizado. Que Deus o receba na glória, meu bom Quintino”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 − 9 =