Morre aos 91 anos a eterna primeira dama, Ismélia Saad Silveira

Raquel Morais

Morreu na manhã desse domingo Ismélia Saad Silveira aos 91 anos, viúva do ex-governador Roberto Silveira vítima de uma insuficiência respiratória devido um linfoma. O corpo será sepultado no mausoléu do Roberto Silveira no Cemitério Maruí, no Barreto, na Zona Norte de Niterói.

Ismélia nasceu em Bom Jesus do Itabapoana, no Norte Fluminense, filha de Merhige Hanna Saad e Alzira Saad, estudou no Colégio Nossa Senhora Auxiliadora em Campos dos Goytacazes e depois no antigo Colégio Rio Branco, onde concluiu o 2º grau. Se casou em 1951, aos 21 anos com o Roberto Silveira, que tinha 28 anos. Tiveram tiveram três filhos: Jorge Roberto (ex-prefeito de Niterói e jornalista casado com Cristina Ramalho Silveira com quem tem um filho Roberto Ramalho Silveira), Dôra (museóloga e historiadora) e Márcia (socióloga).

No sábado, 13 de março, Ismélia tinha completado 92 anos, morava em São Francisco e era chamada carinhosamente como a ‘eterna primeira dama’.

O prefeito de Niterói, Axel Grael, com pesar soube da notícia e transmitiu condolências à família Silveira, ressaltando toda a importância histórica da dona Ismélia para Niterói e o Estado do Rio. “Tenho laços de amizade e passagens junto a família da nossa eterna primeira dama do Estado. Na minha trajetória como ambientalista, construí grande amizade com a Márcia, filha caçula da dona Ismélia. Juntos fundamos, em 1980, o grupo ambientalista Movimento de Resistência Ecológica (More), e algumas de nossas reuniões aconteciam justamente na casa da dona Ismélia”, lembra com carinho, Axel.

O Governador em exercício do Estado do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, também divulgou uma nota de pesar pela morte de dona Ismélia. “Recebi, com profundo pesar, a notícia do falecimento de Ismélia Saad Silveira, viúva do ex-governador Roberto Silveira. Durante anos, sempre com discrição, esteve ao lado do marido durante a trajetória política dele. Neste momento, quero expressar minha solidariedade aos familiares e amigos dessa querida figura, que carinhosamente era chamada de “eterna primeira-dama”.

Em apuração…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 − onze =