Moradores do Largo da Batalha fecham rua para coibir crimes

Raquel Morais –

Em uma tentativa de conter ações de criminosos na Rua Monan Grande, no Largo da Batalha, Região de Pendotiba, os moradores fecharam a via no final de 2018. A barricada foi feita com seis galões concretados e a rua ficou ‘sem saída’. O local estava sendo ponto de assaltos e roubos de veículos desde o ano passado, principalmente em dezembro, e agora eles percebem que os delitos já diminuíram. O que chama atenção dos moradores e comerciantes locais é a proximidade de Destacamento de Policiamento Ostensivo (DPO) do Largo da Batalha, que fica cerca de 500 metros da entrada da rua.

“Os assaltos eram constantes. As pessoas descobriram que essa rua é muito tranquila, com muitos moradores e pouco comércio. Então virou uma rota de assalto e as principais vítimas eram os pedestres e os motoristas, que tinham que entregar os carros para os criminosos”, contou uma moradora da rua que não quis se identificar.

Essa realidade mudou o clima da pacata rua.

“Decidimos fechar a via com galões concretados. Fizemos um racha do dinheiro e fechamos. Sabemos que não poderíamos fazer isso, mas foi uma situação de desespero. Não conseguimos outro apoio para diminuir a criminalidade que estava na região. Agora em janeiro já diminuíram os crimes e nem ficamos sabendo de nenhum. Qual bandido quer assaltar e ter que voltar pois a rua é sem saída?”, indagou um morador que não quis se identificar.

A Prefeitura de Niterói, em resposta, limitou-se a pedir que a Polícia Militar fosse procurada.

O capitão da PM Gaspar Ribeiro, responsável pela área, contou a importância do registro desses crimes.

“Precisamos que as pessoas reportem os fatos para que possamos fundamentar solicitações para melhorar a prestação do nosso serviço da região. Quando consultamos esse registro não encontramos indícios que o local esteja deflagrado. Mas fazemos uma série de medidas preventivas na região, o patrulhamento está sendo intensificado, viaturas estão sendo colocadas, durante o dia e na madrugada, em vários pontos da região. A fiscalização sobre motociclistas e as abordagens também foram intensificadas”.

DADOS DO ISP NA REGIÃO
De acordo com dados do Instituto de Segurança Pública (ISP), a delegacia da área, 79ª DP (Jurujuba), vem apresentando aumento dos crimes no mês de dezembro desde 2015. Neste ano foram registrados 16 crimes de rouba a transeuntes, em 2016 foram 28 e em 2017 e 2018 foram 37 e 39, respectivamente. Com relação ao roubo de veículos, em dezembro de 2015 foram registrados 24 casos na região, contra sete em 2016, 16 e 31 em 2017 e 2018. Na variação dos últimos dois anos o aumento foi de 94%.

ATAQUE AO DPO
No início de fevereiro criminosos atacaram a tiros o DPO do bairro. Os militares do Batalhão de Choque (BPChoq) e do próprio 12º BPM intensificaram a vigilância, realizando patrulhamento na área de entorno do DPO e bairros próximos. Na ocasião, policiais do Grupamento de Ações Táticas (GAT) vasculharam a comunidade da Igrejinha e trocaram tiros com vários suspeitos. Pelo menos três foram baleados e armas, apreendidas.

Um comentário em “Moradores do Largo da Batalha fecham rua para coibir crimes

  • 19 de fevereiro de 2019 em 21:47
    Permalink

    Quando é notoriamente manifestada a inoperância e a incompetência dos que se intitulam AUTORIDADES, a solução a ser adotada tem que partir do PATRÃO, isto é, do CONTRIBUINTE e ELEITOR, que é quem de fato MANDA.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *