Moradora de Niterói ganha na Justiça direito de refazer exame de Covid-19

A advogada Jéssica Nascimento, moradora de de Niterói, passou por momentos de tensão. Após procurar um Laboratório, localizado na cidade do Rio de Janeiro para fazer o teste da Covid-19, percebeu que suas informações estavam equivocadas. Segundo ela, sua data de nascimento e o horário da coleta não correspondiam com a realidade, tendo que entrar com medidas judiciais para resolução do problema.

“Além da angústia pela suspeita da doença, passei pela incerteza se realmente o teste foi feito com o meu material. Precisei recorrer à Justiça e meus advogados conseguiram uma liminar em plantão extraordinário para refazer o exame, inclusive impossibilitando a volta dos meus pais para casa, que só retornaram após o resultado no segundo teste”, revelou Jéssica.

Jéssica com a liminar que obrigou o laboratório refazer exame da Covid-19 após informações equivocadas em resultado

O exame foi realizado de maneira particular e o prazo para o novo resultado seria extenso como no inicial. De acordo com a resolução da liminar, o novo teste deveria ser realizado através de amostra sanguínea, com resposta emitida em até 48 horas, sob pena de multa diária de R$ 2 mil. Somente após cinco dias, a advogada recebeu o resultado da nova testagem.

Casos de Covid-19 crescem a cada dia em todo o Estado do Rio de Janeiro e medidas de isolamento e prevenção vem sendo tomadas para conter o avanço da doença. No município de Niterói, as barreiras geográficas serão estendidas até 20 de maio, enquanto a Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro já estendeu por mais 30 dias a quarentena na capital do estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 3 =