Morador de Itaboraí implora por ajuda para tratamento de câncer

Raquel Morais

“Preciso da ajuda das pessoas para ter uma chance de fazer um tratamento e ver minha filha crescer”. Esse foi o depoimento emocionado do autônomo Wandrel Bravo Viana da Silva, de 24 anos, morador de Itaboraí. Desde os 14 ele luta contra uma doença rara: osteossarcoma, um câncer de osso, que já fez o jovem rapaz ter que amputar uma perna. O morador de Itambi começou uma ‘vaquinha online’ para arrecadar fundos para acelerar o tratamento que tem que ser feito com radioterapia, quimioterapia e de uso de medicamentos orais. No total ele precisa de R$ 60 mil para custear essas intervenções.

Wandrel disse que descobriu a doença após levar uma bolada na perna durante futebol com os amigos.

“Eu senti uma dor fora do normal para quem leva uma bolada de futebol. Fiquei uma semana muito mal por isso e daí descobri o câncer. Já fui curado uma vez e depois a doença voltou, mas com metástase no pulmão. Operei duas vezes o pulmão e agora eu preciso de radioterapia e quimioterapia no local pois não conseguirei suportar mais uma cirurgia. Entrei em uma fila de espera e só Deus sabe quando serei chamado pra fazer”, contou.

A cura vai propiciar ao jovem o seu maior sonho: ver sua filha de cinco anos crescer.

“Tenho família, sou casado e tenho uma filha linda, a Manuela, que não pode ficar sem o pai dela agora. Minha vida sempre foi sofrida mas nunca desisti de lutar pois tem pessoas que dependem de mim. Queria uma chance de fazer o tratamento. Tenho cura e preciso regredir os tumores para ganhar qualidade de vida”, finalizou Wandrel, que trabalha de casa vendendo roupas pela internet.

Desde 2012 ele faz tratamento no Instituto Nacional de Câncer (Inca) na seção de Tecido Ósseo Conectivo e no próximo dia 14 está com uma consulta agendada. A Prefeitura de Itaboraí foi questionada sobre o assunto, se pode ajudar o itaboraiense de alguma forma, mas até o fechamento dessa edição a administração municipal não se manifestou sobre o assunto.

Quem quiser ajudar Wandrel pode fazer através do site https://www.vakinha.com.br/vaquinha/ajuda-para-o-wandrel-mais-conhecido-como-nem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze − 8 =