Monitoramento por câmeras será estendido em Niterói

Em breve, os bairros que compõem a Zona Norte e a Região Oceânica de Niterói também serão beneficiados com monitoramento de câmeras da Associação Viver Bem, a exemplo do que ocorre em vários pontos da cidade. Será um importante aliado na difícil tarefa de conter e prevenir o avanço das ocorrências de violência, aumentando a sensação de segurança. Há pouco mais de dois meses, a ONG inaugurou, em conjunto com o 12º Batalhão (Niterói), a Sala de Operações e Gerenciamento de Crises para monitorar, através de 300 câmeras de segurança, diversos pontos da cidade, o que marca três anos de trabalho no município.

Atualmente, de acordo com informes, 12º BPM já acompanha cerca de 50 grupos no aplicativo, que mantém a PM em contato direto com milhares de pessoas de diferentes setores da sociedade. Com o sistema instalado e configurado a estrutura iniciará a nova fase nesse semestre. O objetivo agora é aumentar a vigilância em mais bairros de Niterói, por meio de convênios com a iniciativa privada e remanejar os equipamentos de acordo com a necessidade da polícia e da população. O presidente da Associação Viver Bem, Felipe Almeida, disse que a sociedade precisa fazer a sua parte e lutar ao lado das autoridades da área de segurança.

“Eu gostaria muito de ter até o final desse ano mais imagens de Niterói. Pretendo estender o projeto para regiões como, por exemplo, o Fonseca, Pendotiba e da Avenida Central, em Itaipu. Esses são alguns bairros que precisam de maior atenção de todos. Pra isso, precisamos de apoio e principalmente, de recursos”, enfatizou Almeida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 − 18 =