Monique é transferida para presídio em Niterói

Ao serem presos e conduzidos pela polícia para a 16ª DP, o casal Dr. Jairinho e Monique Medeiros prestaram um novo depoimento, por várias horas, depois (já no início da tarde) foram levados para realização de exame de corpo de delito, no Instituto Médico Legal (IML), e em seguida para central de triagem, em Benfica (Zona Norte), de onde seriam encaminhados para unidades prisionais. Monique foi transferida para o Instituto Penal Ismael Sirieiro, no Fonseca, Zona Norte de Niterói.

O menino foi encontrado caído em um dos quartos do apartamento onde vivia com a mãe e o padrasto, num condomínio, na Barra da Tijuca, na madrugada do dia 8 de março. O laudo do Instituto Médico-Legal apontou que a criança sofreu “hemorragia interna e laceração hepática (danos no fígado) causada por uma ação contundente violenta)”. Peritos apontaram que a criança sofreu várias lesões pelo corpo. “Já reunimos provas muito fortes sobre o caso”, resumiu o delegado.

Dr. Jairinho e Monique são acusados de homicídio duplamente qualificado

Polícia afirma que mãe de Henry ‘mentiu’ durante o depoimento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois + vinte =