Missão de banco internacional inicia o programa Região Oceânica Sustentável

Uma equipe de técnicos do Banco de Desenvolvimento da América Latina – Cooperação Andina de Fomento (CAF) chegou nesta quarta-feira (25) a Niterói para dar o pontapé inicial no programa Região Oceânica Sustentável (PRO-Sustentável). O grupo, liderado pelo diretor-representante do COAF no Brasil, Victor Rico, foi recebido de manhã pelo prefeito Rodrigo Neves, no Solar do Jambeiro, no Ingá. Eles ficarão na cidade até esta sexta-feira.

O projeto, que tem prazo de execução de dois anos e investimentos de R$ 350 milhões, financiados pelo banco, levará obras de infraestrutura, drenagem, pavimentação e mobilidade à Região Oceânica, além de desenvolvimento sustentável e recuperação ambiental. O contrato com o CAF foi assinado no final de 2016. Niterói foi a única cidade do país que obteve financiamento da instituição no ano passado.

Neves disse que esse é um programa inovador porque integra ações e projetos de infraestrutura com projetos ambientais, como a renaturalização do Rio Jacaré, a recuperação do entorno da Lagoa de Piratininga e a implantação de ciclovias.

“Nossa preocupação em 2013, ao ter certeza que iríamos tirar o projeto do túnel da Transoceânica do papel, era conseguir recursos para a preservação dessa região da cidade naquilo que ela tem de melhor, no seu principal ativo, que são as belezas naturais, além de evitar a ocupação desordenada das encostas e áreas de proteção. O programa Região Oceânica Sustentável se integra à estratégia do governo de uma gestão responsável “, afirmou.

Victor Rico disse que a missão da CAF está na cidade para apoiar e colaborar com a experiência e conhecimento dos seus técnicos para que a Prefeitura de Niterói alcance o objetivo de promoção do desenvolvimento sustentável.“Esse projeto tem uma abordagem integrada que melhora a qualidade de vida e promove a sustentabilidade ambiental. O forte componente ambiental é muito importante para nós, além dos componentes social e de mobilidade para o desenvolvimento sustentável. Acredito que essa será uma operação importante para replicar esses componentes para outros países do Brasil e da América Latina. Esses componentes irão transformar a qualidade de vida dos cidadãos de Niterói”, afirmou o diretor do banco.

O prefeito e o executivo assinaram um termo de renovação do convênio com o CAF, que envolve o desenvolvimento de outros projetos: o plano de manejo do Parnit e o planejamento estratégico do Mosaico Norte; renaturalização do Rio Jacaré e o Plano Municipal de Mobilidade Urbana Sustentável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × quatro =