Militar desaparece após entrar em carro no bairro Monjolos

Familiares do militar Carlos Gabriel da Rosa Lima, de 20 anos, estão procurando o jovem que desapareceu no último dia 26 de janeiro. Lotado no 27º Batalhão de Infantaria Paraquedista do Exército, Carlos estava com dois amigos no bairro Monjolos, quando teria sido sequestrado por homens que se identificaram como policiais e estavam em um carro Honda Civic.

Por volta das 22h, Carlos recebeu uma ligação e teria saído da casa do avô para ir ao Campo do Canequinho com dois amigos. No local, foram abordados por três homens que disseram ser policiais.

De acordo com informações dos amigos os homens bateram neles alegando que eles estavam na rua fazendo algo errado. Depois disso, ordenaram que o militar entrasse no porta-malas do veículo.

Os amigos,que foram liberados, acompanharam a mãe de Carlos até a 73ª DP, em Neves, para registrar a ocorrência.

Alguns relatos na rede social disseram que o militar conseguiu abrir o porta-malas do veículo e tentou fugir. Mas os homens notaram o acontecido, voltaram e dispararam contra ele e foram embora. Os homens retornaram horas depois e levaram o corpo do rapaz.

Nas redes sociais, a mãe do jovem, Izalena Dias, gravou um vídeo pedindo que, caso seu filho tenha sido realmente morto, os criminosos entreguem o corpo à família para que ela possa fazer o enterro.

“Não me interessa quem fez isso com meu filho, porque não vai trazer ele de volta. Eu só queria poder dar um enterro digno pra ele. Peço, por favor, que essas pessoas que fizeram isso com meu filho… Eu sei que vocês tem família, tem um pouco de humanidade… Que o Espírito Santo toque em vocês.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 2 =