Mestre de Bateria tem rosto e mãos queimados após assalto

O Mestre de bateria Paulinho Botelho se viu em uma situação crítica na madrugada desta terça-feira, o carro que ele estava foi incendiado por criminosos logo após um assalto na Zona Norte do Rio de Janeiro. O músico que já esteve a frente da bateria da Viradouro ficou as mãos e o rostos parcialmente queimados.

O crime aconteceu na madrugada de ontem, na Região de Pilares. Ele estava na direção do carro quando foi abordado por assaltantes. De acordo com a Polícia Civil, Paulinho teve alguns pertences que estavam no interior do carro levados. Um dos assaltantes estava com uma garrafa com líquido inflamável e ateou fogo no carro com o sambista ainda dentro.

Apesar do susto, Mestre Paulinho teve ferimentos apenas nas mãos e no rosto. A Polícia Civil informou que a perícia foi realizada e diligências foram iniciadas para apurar o fato.

Em 2016 Mestre Paulinho defendeu a Vermelho e Branco de Niterói. Ele já teve passagens pela Salgueiro, Portela, Beija-Flor e Vila Isabel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *