Mestre Ciça é recebido em grande estilo na Viradouro

No retorno da Viradouro ao Grupo Especial em 2019, a escola levará ao Sambódromo carioca 270 ritmistas, número que foi anunciado por Ciça durante a primeira reunião com o segmento, na noite nesta terça-feira (27). E o mais recente contratado pela agremiação ficou surpreso com a quantidade de integrantes da bateria que prestigiou o primeiro compromisso oficial do mestre na quadra do Barreto: mais de 200 ritmistas.

“Não esperava tanta gente. Foi bom, porque revi alguns que estiveram comigo na Viradouro nos 10 anos em que estive a serviço da escola. Vamos começar os ensaios na primeira quinzena de abril. Terei um time de 10 diretores, a maioria que me acompanhou quando deixei a Viradouro e três que vou definir entre os da casa”, revelou ele, que esteve à frente dos ritmistas da escola de Niterói de 1999 a 2009.

Na abertura do encontro, Marcelo Calil, presidente de honra, destacou que o retorno de Ciça sempre esteve na cabeça da diretoria, por considerá-lo o melhor mestre de bateria da atualidade.

“A gente resolveu trazer um nome de peso e trouxemos a pessoa que vocês queriam. Então, o melhor mestre de bateria está aqui, e esse é o presente que estamos dando a vocês”, afirmou o dirigente.

Nas boas-vindas ao novo líder dos ritmistas, o presidente Marcelinho Calil concordou com o presidente de honra quanto à qualidade profissional do mestre, além de lembrar a importância dele para a agremiação.

“Ciça é o melhor que tem no mercado, além de ser é um símbolo da Viradouro. Ele terá carta branca pra fazer tudo o que quiser”.

Na reunião também houve espaço para descontração. Indagado por uma ritmista se já tinha em mente alguma surpresa para o desfile de 2019, Ciça foi rápido na resposta:

“Vou conversar com Paulo Barros pra ver se a gente constrói uma rampa pra bateria ir até a arquibancada”, brincou o mestre, fazendo a plateia gargalhar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *