Mercado é assaltado no Centro de Niterói

Geovanne Mendes

Trinta segundo de terror, assim foi a manhã de ontem para a caixa de um minimercado no Centro de Niterói. Um homem de cerca de 30 anos de idade, negro e usando boné foi flagrado pelas câmeras de segurança do comércio. O homem chegou ao estabelecimento, na Rua Visconde de Uruguai, por volta das 11 horas. As imagens já estão na internet e é possível ver o assaltante chegar com um bone surpreendendo a funcionária. Segundo ela, o bandido estava armado, obrigando-a a abrir o caixa e levou cerca de R$ 400 que estavam na caixa registradora. Além disso, o bandido também levou a carteira e celulares dos outros quatro funcionários do mercado.

“Estou em pânico, meu Deus! Ele chegou do nada, nos pegou de surpresa e pediu todo o dinheiro. Eu vi a arma quando ele abriu a mochila, estou tremendo até agora”, disse a funcionária que não quis ser identificada.

Apesar de ter um circuito interno de segurança, a proprietária do mercado, Joseane Martins, de 32 anos, disse que vai aumentar mais o monitoramento do estabelecimento. Ela contou também que durante o dia o movimento é de 500 pessoas e que o mercado funciona sempre de segunda a segundas 8h às 20 horas e comemora o fato de não ter acontecido o pior com a sua funcionária e também pelo fato de não ter sido ao final do dia, já que o prejuízo seria pelo menos dez vezes maior.

“Nunca passamos por isso aqui, há seis anos estamos aqui e nunca fomos assaltados. Fiquei preocupada com a segurança dela. Agora irei investir pesado em proteção, já que a nossa cidade está largada às traças” conclui a proprietária do minimercado.

Acostumada a comprar quase que diariamente no mercado, a dona de casa, Olívia de Azevedo, de 52 anos, estava no local durante o assalto. Ela conta que a tensão tomou conta de todos e afirma que apesar de tudo continuará indo ao estabelecimento em solidariedade aos proprietários.

“Eles são gente boa, continuarei vindo aqui. Tenho certeza de que esse marginal não era da área, parecia nervoso demais. Foi um grande susto, pensei que fosse matar todos, foi tudo muito rápido, mas tudo terminou bem”, conta aliviada.

O caso foi registrado na 76ª DP (Centro). Segundo os agentes de plantão, as imagens já estão sendo analisadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × dois =