Menos acidentes e mais infrações nas estradas do país

Wellington Serrano –

A Polícia Rodoviária Federal divulgou, na sexta-feira (19), o balanço da ‘Operação Rodo Vida 2017’ que mostra uma redução nos índices que medem a violência no trânsito em rodovias federais. Em comparação a 2016, o órgão registrou uma redução de 2,7% no número de óbitos, 3,5% de feridos, 13,8% de feridos graves e de 7,5% no número de acidentes nas rodovias federais.

Segundo o relatório, em 2017, ocorreram 89.318 acidentes em rodovias federais que resultaram na morte de 6.244 pessoas e 83.978 feridos. Estes números são menores quando comparados a 2016, ano em que ocorreram 96.590 acidentes, que resultaram na morte de 6.419 pessoas e deixaram outros 87.006 feridos. Neste período o estado do Rio teve 5.945 acidentes. Nas estradas federais que cortam o estado do Rio de Janeiro, como por exemplo, na BR 101, foram 5.945 acidentes, 5.629 feridos, feridos graves 1.020 e 342 óbitos. Ocorrendo simultaneamente em todo o Brasil, a Operação segue até o fim do carnaval, com prioridade na atuação em pontos críticos das rodovias federais.

Segundo a PRF, a frota nacional de veículos tem aumentado a cada ano. Dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) apontam um aumento de quase três milhões de veículos de 2016 para 2017.

De acordo com a PRF, em 2017, ainda no estado, houve a fiscalização de 739.111 pessoas e 658.385 veículos. No país, mesmo com campanhas sobre o comportamento do motorista, foram 5.853.185 autos de infração durante todo o ano de 2017 – número 4,8% maior do que em 2016. A conduta que resultou no maior número de infrações nas rodovias federais foi o excesso de velocidade em até 20%, o que representa um total de 2.329.261 autos de infração. Apesar de o número ainda ser muito alto, já representa uma redução de 12,5% em relação ao ano anterior, em que foram lavrados 2.661.317 autos de infração.

No ranking entre as 10 infrações mais flagradas está a de transitar em velocidade superior à máxima permitida em até 20%, que culminou em multa para 2.329.261 de veículos com excesso de velocidade. Quase 225 mil motoristas foram autuados por realizarem ultrapassagens em faixa amarela contínua – conduta que causa o maior número de mortes em acidentes nas rodovias federais pela gravidade do acidente, que geralmente é frontal. Já a falta do uso do cinto de segurança, tanto por motoristas quanto por passageiros, resultou em 213.356 autos de infração em todo o ano passado.

Em parceria com as equipes da Lei Seca, os agentes da PRF realizaram 129.837 testes com o bafômetro no Rio de Janeiro, que resultaram na autuação de 1616 pessoas e na prisão de 129 motoristas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 + dezesseis =