Medidas restritivas contribuem para reduzir ocupação nos hospitais em Niterói

A prefeitura de Niterói anunciou hoje (20) que as duras medidas restritivas adotadas nas últimas três semanas na cidade contribuíram para a redução da ocupação de leitos nos hospitais de Niterói. A mensagem traz como dado o boletim do Sindicato dos Hospitais Clínicas e Casas de Saúde de Niterói (Sindhleste) sobre os leitos dos hospitais privados.

De acordo com o boletim, a ocupação dos leitos privados em Niterói a ocupação está na casa dos 68% nesta última segunda-feira (19) e com tendência de queda nos leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). Quando as medidas foram adotadas, entre o fim de março e início de abril, a taxa chegou aos 92% de ocupação das unidades. Os números referentes os leitos de enfermaria a queda foi ainda mais significativa, caindo da casa de 82% e chegando, de acordo com os dados dessa segunda-feira, aos 57% de ocupação e também com tendência de queda.

A nota da prefeitura afirma que a conscientização e responsabilidade dos moradores da cidade contribuíram para salvar vidas e que isso evitou que a cidade passasse pelo drama que diversos outros municípios ainda estão passando: “um drama por falta de leitos, sedativos e profissionais. É fundamental que todos sigam perseverando nas medidas de distanciamento sanitário, no uso de máscaras e que redobrem a higiene pessoal. Unidos vamos vencer o coronavírus”, afirma trecho da nota.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete − 17 =