Médico de Niterói salva vida de criança atacada por tubarão

O que seria um dia tranquilo de férias de um médico e sua família, se tornou a luta ferrenha para salvar a vida de uma menina de 8 anos, que teve parte da perna direita mordida por um tubarão (supostamente da espécie Tigre), na Ilha de Fernando de Noronha. Na sexta-feira (28) o doutor Leandro Crespo, chefe da cirurgia do Hospital Icaraí, em Niterói, tinha acabado de descer do bugre na Praia do Sueste e ouviu os gritos desesperados de parentes da vítima. Outros médicos e socorristas estavam no local e Crespo aplicou seu conhecimento de cirurgião vascular. Durante o transporte precário entre a praia do Praia do Sueste e o Hospital São Lucas, houve um esforço gigante para diminuir a perda de sangue da menina. Após uma cirurgia com duração aproximada de 5 horas, a jovem Nicole de 8 anos foi levada de avião para o continente onde foi encaminhada para o Hospital Português, em Recife.

O doutor Leandro destaca que contou com a ajuda de uma equipe extraordinária que salvou a vida da menina na cirurgia.
A agilidade e experiência de Crespo ao comprimir a veia femoral de Nicole sem fazer nenhuma ligadura chamou a atenção dos médicos do hospital. O cirurgião que na ocasião estava de férias com a família, não pensou duas vezes em salvar a vida da garotinha:

“Deus me colocou naquele local, naquele momento, para ajudar a salvar a vida de Nicole”, diz Leandro Crespo.

O Hospital Português enviou nota atualizada sobre o estado de saúde de Nicole, que ainda não tem previsão de alta.

A paciente Nicole, 8 anos, foi recebida na emergência do Real Hospital Português de Beneficência em Pernambuco na tarde da última sexta-feira (28), vítima de ataque de tubarão, com amputação traumática em membro inferior, na altura da coxa direita. Foi submetida a intervenção imediata por equipe de vasculares, ortopedista, anestesista e cirurgião pediátrico. Não obstante a severidade e complexidade do trauma, cursou estável no trans e pós-operatório. Permanece internada na UTI Pediátrica, onde segue em tratamento, sem previsão de alta.

A família manifesta o seu profundo agradecimento pelas orações e por todo o apoio que está recebendo. Informamos ainda que a liberação de boletim médico não será diária, mas sim quando houver alteração no quadro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.