MEC afirma não ter verba suficiente para o Enem

A verba destinada ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2021 é insuficiente para garantir aplicação da prova a todos os participantes. É o que afirmou o Ministério da Educação (MEC), em documento destinado ao ministro da Economia, Paulo Guedes. Além disso, também estarão comprometidos os pagamentos a 92 mil bolsas cientistas.

Segundo o MEC, apenas o Enem deve custar R$ 794 milhões ao Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais), órgão ligado ao MEC e responsável pelo exame. O Ministério da Educação ainda solicitou, à pasta da Economia, desbloqueio de R$ 2,7 bilhões e a suplementação de R$ 2,6 bilhões para atender às necessidades da pasta.

Cabe ressaltar que a estimativa é de que 6 milhões de estudantes se inscrevam para o enem convencional, e outros 100 mil para a aplicação digital. “O montante disponibilizado não atenderia a totalidade de aplicações/participantes previstas, o que de fato poderia trazer prejuízos às aplicações do Enem e ao Inep”, afirma o MEC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 − quatro =