MDB TEM BOLSONARISTA ARMANDO ELEIÇÃO ESTADUAL

Prévia da carga tributária caiu para 31,64% do PIB em 2020

A prévia da carga tributária (peso dos impostos e demais tributos sobre a economia) caiu para 31,64% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2020, divulgou ontem o Tesouro Nacional. Em 2019, o mesmo indicador tinha atingido 32,51%, diferença de 0,87 ponto percentual.

Segundo o Tesouro, dois fatores pesaram para a diminuição da carga tributária. O primeiro foi a contração da atividade econômica decorrente da pandemia de covid-19. Com a queda na produção e no consumo, menos pessoas pagam impostos. Isso pode ser explicado pelo recuo de 0,55 ponto percentual do PIB na arrecadação de tributos sobre bens e serviços.

O segundo fator foi a isenção de vários tributos durante a pandemia. Somente a redução a zero do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) sobre o crédito, que vigorou de abril a dezembro do ano passado, respondeu por uma redução de 0,26 ponto percentual do PIB.

Outros tributos com destaque na redução da carga tributária foram o Programa de Integração Social (PIS) e a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins), com impacto negativo de 0,34 ponto percentual, e o Imposto sobre Serviços (ISS), administrado pelos municípios, com recuo de 0,06 ponto percentual. Os dois tributos são ligados ao consumo e refletem a queda nas vendas.

Todo mês de março, o Tesouro divulga uma estimativa própria da carga tributária do ano anterior. Isso é necessário porque os dados são incluídos na prestação de contas da Presidência da República e a Receita Federal só divulga os dados oficiais de carga tributária no segundo semestre.

MDB TEM BOLSONARISTA ARMANDO ELEIÇÃO ESTADUAL

Ainda curtindo a onda da reunião de Bolsonaro com os prefeitos da Baixada Fluminense, dois deles já prenunciam um realinhamento para a eleição de 2022.

Os prefeitos Washington Reis (Duque de Caxias) e Waguinho (Belford Roxo), eleitos no primeiro turno, já estão costurando uma chapa completa o com o governador interino Cláudio Castro (agora no PL). O ex-vice governador pretende concorrer a governador, tendo Waguinho como vice e Washington Reis como candidato ao Senado.

Esqueceram de conversar com as bases do MDB e outros municípios e com o próprio PL.

Ensaiando o passo

Após a surra eleitoral dada pelo “fenônemo bolsonarista” de 2018, o pessoal do PT está confiante de que, havendo eleição, agora é a vez do sorriso ser estampado por figuras do PT-PDT como Washington Quaquá e Rodrigo Neves, num esquema a com as participações de Rodrigo Maia e do prefeito Eduardo Paes.

A parcela dos evangélicos que apoiou Bolsonaro e ficou sem a imagem de Marcelo Crivella, certamente estará engrossando a torcida que abandonou Wilson Witzel e vem abandonando Jair Bolsonaro.

O 31 e o Mourão

Há 57 anos o general Olímpio Mourão se apressou e saiu de Juiz Fora com as suas tropas para ocupar o Rio de Janeiro (então da Guanabara) e um coronel foi ao Forte Copacabana, tomou o mosquetão do sentinela e tudo ficou pronto para a ação dos civis e militares empolgarem o Poder. Entre os civis, Carlos Lacerda, que 10 anos antes tornara-se o protagonista do suicídio de Vargas.

Agora outro Mourão se antecipa. Na antevéspera da data que ficou marcada como da vitória do novo regime, o atual vice-presidente da República sai na frente de outros militares na condenação à tentativa de ser dado um novo golpe.

Se de fato o regime de 64 saiu vitorioso no dia 1º de abril é bom especular menos, pois o dia 1º de abril de 2021 só transcorre amanhã.

As armas de cada um

O Instituto Butantan liberou mais quatro milhões de doses de vacinas, o equivalente a um quinto da quantidade aplicada em duas etapas em todo o Brasil.

Os EUA que estavam afetados pelo trumpismo na pandemia, liderando os casos de infecções e de óbitos, ao mudar o ocupante da Casa Branca passou a aplicar, por dia, o que o Brasil não está conseguindo atingir em quase três meses de uso das vacinas.

Joe Biden esqueceu os armamentos e com autoridade civil tornou-se o comandante das forças de combate na guerra contra o coronavírus.

Com formação diferente, o capitão Jair Bolsonaro está empenhado num “fogo amigo”, abatendo oficiais superiores integrantes do seu governo. Está sem tempo para enxergar e perseguir os pequenos vírus que estão arrasando com a sua imagem.

Vacinação lenta

O Estado do Rio está na rabeira da tabela de vacinação, embora seja sede da Fiocruz e tenha sido um dos campos mais marcantes da atuação do cientista Vital Brazil, mineiro de Campanha, fundador do Instituto Butantan e do Instituto que leva seu nome em Niterói e a quem devemos a descoberta do soro antiofídico.

O Estado do Rio só vacinou, com uma dose, 1,1 milhão de pessoas (mais 370 mil com a segunda).

Com um índice de 7,2% está na 24ª colocação, bem distante do Amazonas, que alcançou 14,6% da sua população.

Corrida da Saúde

Depois da intensa movimentação em fevereiro, caiu drasticamente o número de trabalhadores de saúde nos postos de Niterói. Durante dias seguintes à presença para a primeira dose foi marcada por um ou até quatro atendimentos, mas na quinta e na sexta-feira, antecedendo “semanão”, os números deram um salto gigantesco passando de 1,2 mil.

Também houve uma elevação de presenças de idosos da faixa etária reservada, chegando a 3,5 mil na quarta-feira.

O trabalho foi intenso.

A guerreira Dias

Ainda comovida com a grande lacuna deixada por Mário Dias, sua filha Luana Dias reuniu forças para manter acessa a luz do “Casa da Gente”, semanário criado pelos dois.

É um esforço muito grande e que precisa ser reconhecido.

O senso de respeito ao leitor e devoção ao ente partido, foi sentido por este repórter no dia em que sua mãe partiu, sentou-se defronte a uma “Olivetti” e começou a fazer a comunicação: “Adeus Mamãe”, começando tecnicamente: “Faleceu ontem…”

A emoção derrubou o jornalista. O coração encobriu as lágrimas e editou um texto exaltando os valores daquela que tanto o incentivou.

Dizem que o texto foi primoroso, a ponto de um diário concorrente reproduzir o texto em suas páginas.

A vida continua, Luana. E Mário está orgulhoso na altura em que se encontra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 + onze =