MC Poze e outros artistas têm prisão pedida por promover bailes funk

O cantor MC Poze do Rodo e outros artistas do gênero funk tiveram a prisão pedida pela Polícia Civil. Investigação aponta a participação de 14 pessoas na organização de bailes funk durante o carnaval nas comunidades do Jacaré, no Jacarezinho; Pedreira, em Costa Barros; Acari, no bairro Acari; e Castelar, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense.

Segundo a investigação, coordenada pela Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI) e pela Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), os indiciados infringiram a legislação em vigor e decretos estaduais e municipais, que determinam a suspensão de eventos que tenham presença de público com aglomerações.

Ainda segundo a Polícia Civil, os artistas e outras pessoas, algumas apontadas como lideranças do tráfico de drogas nas comunidades citadas, vão responder por crimes de infração de medida sanitária preventiva, epidemia e associação ao tráfico de drogas. A investigação ainda apontou que os bailes aconteceram entre 22h até 7h da manhã do dia seguinte, expuseram crianças, adolescentes e adultos que moram nessas regiões e promoveram aglomerações, possibilitando risco de disseminação da covid-19.

“A investigação apontou que o ‘Carnaval do Jaca’, ‘Pedra Folia’, ‘Acari Folia’ e ‘Baile do Castelar Especial de Carnaval’ foram realizados em áreas abertas nas comunidades sob controle de grupos criminosos dessas regiões. Segundo os agentes, os eventos fizeram, por meio das músicas, apologia ao crime ou a criminosos, sendo também o sexo, a violência, o tráfico e o uso de drogas temas recorrentes das letras”, afirmou a Polícia Civil, por meio de nota.

As delegacias especializadas divulgaram a lista de eventos e os respectivos indiciados, apontados como envolvidos nas organizações.

Evento: Carnaval do Jaca – Comunidade do Jacarezinho

  • Marcos Almeida da Costa – DJ Markinho do Jaca
  • Leonardo Helcias Andrade Cardoso – “Leo”
  • Denílson Rodrigues Ferreira – DJ Denilson do Chapadão
  • Adriano de Souza Freitas – vulgo “Chico Bento”, líder da quadrilha de narcotraficantes da localidade

Evento: Pedra Folia – Comunidade da Pedreira

  • Luiz Cedro da Silva Junior – “Junior”
  • André dos Santos Saraiva – DJ Andrezinho da Divisa
  • Rodrigo Santos Silva – DJ RD San
  • Rene de Freitas Lopes Araujo – vulgo “Coelho da Pedreira”, líder da quadrilha de narcotraficantes da localidade

Evento: Acari Folia – Comunidade de Acari

  • Mateus Bento de Souza – “Negão da BL”
  • Gerson Rezende Sampaio e Silva
  • Alexsander Mesmer Fernandes – vulgo “Formigão”, líder da quadrilha de narcotraficantes da localidade

Evento: Baile do Castelar Especial de Carnaval – Comunidade do Castelar

  • Marlon Brendon Coelho Couto da Silva – MC Poze do Rodo
  • Rangel da Silva Castro
  • Jose Carlos dos Prazeres Silva – vulgo “Cem” ou “Piranha”, líder da quadrilha de narcotraficantes da localidade

Por meio de suas redes sociais, Poze deu a seguinte declaração: “Minha vida não tem paz. O que eu fiz pra merecer tudo isso? Também sou pai de família, tenho família que depende de mim, por que isso comigo? Deixa eu viver e ser feliz com minha família, por favor”.

Já DJ Denilson do Chapadão se limitou a dizer, também nas redes sociais, “Deus sabe de tudo. Que me conhece sabe que sou um menor (sic) tranquilo”.

A reportagem tentou contato e não obteve retorno ou não conseguiu localizar as assessorias dos demais citados. A Justiça irá analisar se irá deferir os pedidos de prisão.

Niterói

MC Poze do Rodo, recentemente, apareceu em vídeo onde estaria fazendo uma apresentação na comunidade Vila Ipiranga, no Fonseca, Zona Norte de Niterói. O evento, que teria tido aglomeração e criminosos armados, aconteceu no dia 26 de fevereiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 + doze =