Maricá suspende aplicação da primeira dose com AstraZeneca

A vacinação contra a Covid-19 em Maricá passa por dois momentos distintos na semana que começa. Por um lado, a Secretaria de Saúde inicia uma parceria com o Conselho Municipal dos Direitos das Pessoas com Deficiência para uma imunização especial deste grupo. Por outro, a aplicação da primeira dose da AstraZeneca ficará suspensa até que novas doses sejam fornecidas pelo Ministério da Saúde.

A secretaria esclarece que as 2.590 doses recebidas no sábado (15) farão parte de uma reserva técnica para aplicação da segunda dose desta vacina.  A imunização das pessoas com comorbidades e deficiências permanentes nas Unidades de Saúde da Família e nas Unidades Volantes de Vacinação será retomada tão logo sejam recebidas novas doses de imunizantes. A vacinação das gestantes e puérperas sem comorbidades já havia sido suspensa.

Para as pessoas com deficiência, a primeira ação será realizada nesta quinta-feira (20/5) numa área aberta (antes conhecida como granja) ao lado Igreja Batista Atos II, em Itapeba, das 9h às 16h, e tem como objetivo facilitar a vacinação das pessoas com deficiência acima de 18 anos daquela região. A ação será repetida no 2º, 3º e 4º Distritos, em datas subsequentes. As equipes da Saúde da Família mobilizarão os pacientes cadastrados em cada região.

“A ideia é promover maior o acesso à vacinação para as pessoas com deficiência, para além das unidades de saúde, visto que muitos têm necessidades de atenção diferenciada. Um local exclusivo trará maior facilidade para este público”, diz Renê Ferreira Lazzari, presidente do Condef.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze − 6 =