Maricá retoma vacinação nesta quinta (27)

A Prefeitura de Maricá divulgou nesta quarta-feira (26) o calendário atualizado de vacinação contra a Covid-19, que foi retomado já a partir desta quinta-feira (27) e tem duração até o sábado (29). Segundo esta nova fase, os professores das redes pública, privada e dos de Ensino Superior, além do EJA, poderão se vacinar, excepcionalmente, nesta quinta e sexta-feira nas Unidades Volantes de Vacinação (UVVs).

Além da imunização para os professores, seguem mantidas as aplicações da primeira dose destinadas ao grupo de gestantes e puérperas com comorbidades com 18 anos ou mais. No caso de gestantes, as doses podem ser aplicadas em qualquer trimestre de gestação. Já quanto às puérperas com comorbidades, os imunizantes podem ser aplicados até 45 dias após o parto, seguindo o Plano Nacional de Imunização do Ministério da Saúde. As vacinas seguem sendo a Coronavac e a Astrazeneca.

De acordo com a subsecretária municipal de saúde, Solange Oliveira, a meta do município é acelerar a vacinação dos professores e “ir mais devagar” em quem tem comorbidades. Além disso, neste último caso, há o planejamento para abrir mais postos de vacinação.

“Vamos caminhar mais devagar nas comorbidades e mais rápido com os professores para igualar as idades. Quando igualarmos, vamos colocar num grupo só e aí ampliamos paras todas unidades. Também Vamos abrir os nove polos de vacinação da Covid-19 para pessoas com comorbidades e deficiências. O calendário de gestante continua o mesmo. É um cadastro na unidade de saúde e a gente agenda para fazer”, explicou Solange.

Com relação ao grupo de comorbidades com 18 anos ou mais, podem se vacinar, ainda, todas as pessoas com Síndrome de Down e aquelas com doença renal crônica (dependentes de diálise).

Já entre as demais pessoas com comorbidades, o calendário segue priorizando as que têm Diabetes Diabetes Mellitus (qualquer tipo), doenças Crônicas do pulmão (DPOC, Fibrose Cística, Atelectasia, Pneumoconioses, Displasias Broncopulmonares e Asma Grave – com uso de corticóides), hipertensão arterial sistêmica, doenças Cardiovasculares (Insuficiência Cardíaca, Doença Coronariana – Infarto, angina, Doenças das Válvulas Cardíacas, Miocardite, Pericardite, Cardiopatia Reumática, Doenças dos Vasos Cardíacos, Aneurismas, Arritmias, Cardiopatias congênitas, Uso de Próteses Valvares e Dispositivos Cardíacos – Marcapasso, desfibriladores), Doença Cerebro-vascular (AVC, AVE, ataque isquêmico transitório, obstruções dos vasos cerebrais), doença Renal Crônica (não dependente de diálise) e imunossupressão (transplantados, hiv, doenças reumáticas ou outras em uso de corticóide/imunossupressor), câncer, hemoglobinopatias graves (anemia falciforme, talassemias), obesidade Mórbida (imc maior ou igual a 40), doenças do fígado (cirrose, hepatites, agenesias).

Para os que precisam comprovar a condição clínica ou deficiência, é necessário levar o Cadastro atual da sua condição na Unidade de Saúde da Família (USF) de referência; evidência física; receita ou prescrição de medicamentos para a condição crônica de saúde, datada no ano de 2021 ou duas de outros anos; laudo, declaração, atestado ou perícia médica, de qualquer data, que comprove a condição crônica de saúde ou resultado de exame, de qualquer data, que comprove a condição crônica de saúde. Os professores devem levar documento de Identidade com foto; identificação profissional ou contracheque ou recibo de pagamento de Escola, Colégio, Curso ou universidade da rede Pública ou Privada de Maricá.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 4 =