Maricá inicia programa de recuperação de áreas públicas

Maricá iniciou um programa que vai recuperar áreas públicas ocupadas irregularmente para reutilizá-las em projetos para a população. Batizado de ‘Reintegra Maricá’, a primeira ação do projeto aconteceu nesta sexta-feira (12) com a derrubada de um muro e a liberação de uma área na esquina entre as ruas dos Quintanilhas e Abreu Sodré, no Centro.

No entorno do terreno onde serão construídos um supermercado e uma farmácia, os responsáveis pela obra haviam avançado sobre a faixa marginal das vias em aproximadamente 10 metros. A Secretaria de Urbanismo entrou em acordo com os construtores para liberar a área incluída indevidamente na construção. A região desocupada vai receber uma terceira faixa de trânsito na Rua Abreu Sodré e o alargamento do leito da Rua dos Quintanilhas.

Logo pela manhã, homens e máquinas da Autarquia de Serviços de Obras de Maricá (SOMAR) iniciaram a demolição do muro e a retirada de tapumes e estacas de madeira, além da vegetação acumulada. “É uma luta nossa desde 2013, quando alguém registrou essa área pública como domínio do empreendimento. Pedimos o cancelamento da concessão e chegamos a um acordo com os donos”, reforçou o secretário de Urbanismo, Celso Cabral, lembrando que as ações vão acontecer semanalmente.

“Estamos retomando bens públicos que foram ocupados de forma irregular e queremos instalar equipamentos públicos. As desocupações serão realizadas toda semana e faremos também ações em áreas privadas onde houver construções fora do perfil estabelecido”, reforçou Cabral. Ainda segundo o secretário, intervenções neste sentido já vinham acontecendo desde o início do ano de 2021, mas agora o governo intensificará essas ações em todo o município.

Homens e máquinas realizaram a demolição do muro e a retirada de tapumes e estacas de madeira

Agentes da Secretaria de Trânsito e Engenharia Viária de Maricá também foram ao local para acompanhar parte da operação. A engenheira de trânsito, Fernanda Guarnieri, explicou que na Abreu Sodré será criada uma faixa expressa por onde passarão exclusivamente veículos que seguirão pela Avenida Vereador Francisco Sabino da Costa, no sentido de saída da cidade. Os motoristas que utilizarem a nova faixa não poderão acessar a rotatória ao lado da ponte da Mumbuca. Já a Rua dos Quintanilhas vai se tornar uma via de mão dupla com um recuo destinado à carga e descarga de caminhões e também para veículos escolares.

“Essa é mais uma tentativa de desafogar o trânsito neste trecho do Centro da cidade, que é sempre problemático, principalmente nos horários de maior movimento. Agora vamos aguardar o cronograma da Somar sobre a execução da obra para podermos entrar com a sinalização e, em seguida, liberar ao trânsito”, afirma Fernanda Guarnieri.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis + quatro =