Maricá: Criança de 3 anos é mais uma vítima fatal de “bala perdida”

Uma criança de 3 anos passou a ser a mais recente vítima fatal da cruel ocorrência de “bala perdida” no estado, na noite de quarta-feira (18), na comunidade Risca Faca, em Inoã, distrito de Maricá. Além dela, um homem, de 36 anos, também foi assassinado no mesmo incidente. De acordo com relatos policiais, na noite de quarta-feira um motorista de aplicativo, identificado como Bruno Carlos de Azevedo Silva, de 38 anos, que não teve a identificalção divulgada, recebeu uma solicitação para pegar um passageiro, na Rua Fernando Mendes, na comunidade Risca Faca, e antes de seguir para o local ainda perguntou ao solicitante se este se importunaria pelo fato dele também estar transportando sua esposa e dois filhos.

O passageiro disse que não se importunaria, e ao chegar no local o motorista encontrou Anderson Leonardo Fontoura Barcelos da Silva, que no momento que embarcava no carro, foi atacado a tiros por vários criminosos armados. Os tiros atingiram Anderson que morreu no local, e infelizmente também alvejaram a criança e seu pai, o motorista Bruno, no ombro. Mesmo ferido, o motorista ainda conseguiu dirigir e pedir ajuda a policiais de serviço no Proeis. Pai e filho foram socorridos e levados para o Hospital Muinicipal Conde Modesto Leal, no Centro de Maricá, onde a criança não resistiu aos ferimentos. Bruno foi submetido a uma cirurgia e seu quadro de saúde não foi divulgado.

Segundo a polícia Anderson Leonardo tinha anotação criminal anterior por tráfico, em 2015, e também já havia sido apontado como antigo líder da venda de drogas na comunidade Risca Faca, sendo conhecido como Léo Peixeiro. Policiais militares da 6ª Cia intensificaram o patrulhamento na região com objetivo de localizar o prender os assassinos. A Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSG) assumiu a investigação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *