Maricá alerta motoristas na Semana Nacional do Trânsito

De quem é a preferência em um cruzamento? Qual veículo tem prioridade? Por que é essencial usar cinto de segurança? Estas três perguntas parecem simples, mas na prática muitos motoristas desconhecem as respostas, encontradas no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que dispõe sobre o tráfego cruzado não sinalizado, sinalizado e uso de cinto de segurança. O desconhecimento pode resultar em acidentes fatais, como revela um levantamento da Prefeitura de Maricá, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Segundo o levantamento, entre janeiro e agosto de 2021 foram registrados mais de 10 óbitos resultados de acidentes de trânsito. De posse desses dados, a Guarda Municipal intensificou a fiscalização nos principais cruzamentos da cidade, além de promover ações de conscientização sobre o uso de cinto de segurança, tráfego em acostamento e prioridade em cruzamentos.

O inspetor Silva, responsável pelo Grupamento de Trânsito Urbano (GTU), explicou sobre a prioridade que deve ser respeitada em cruzamentos. “A maior causa de acidentes é o desconhecimento das regras de preferência, além da imprudência. A primeira regra a ser respeitada é a preferência de pedestres e ciclistas, depois veículos de emergência (com os dispositivos de emergência ligados), depois vem o veículo da direita. E claro, antes de tudo é preciso colocar em prática a direção defensiva ensinada na auto escola (reduzir a velocidade ao seu aproximar do acostamento e respeitar a sinalização)”, revela.

Cinto de segurança

O nome cinto de segurança pode parecer óbvio, mas na prática não é assim que funciona. Diariamente, os motoristas são abordados por agentes da Guarda Municipal e orientados a colocar o equipamento.

“Em relação ao cinto, os agentes adotam a medida educativa, haja vista a necessidade de abordagem para notificação desta natureza. Quando o condutor é flagrado sem o equipamento (parado no semáforo ou mesmo na faixa de travessia de pedestre), ele é orientado para que coloque o equipamento e geralmente os motoristas respeitam a medida. Quando há esse tipo de orientação e o condutor respeita, não lavramos auto, mas ele é advertido”, explica o inspetor.

Vidas salvas

Uma pesquisa da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego revelou que o uso do cinto de segurança no banco da frente reduz em 45% as chances de lesões graves em acidentes, e nos bancos de trás, os passageiros ficam até 75% mais seguros.

A Prefeitura de Maricá, por meio da Secretaria de Trânsito e Engenharia Viária, realiza durante a Semana Nacional de Trânsito, uma série de ações de conscientização sobre problemas como acidentes por conta do uso de celular, distrações, falta de uso de cinto e também orientação para crianças nas escolas públicas e particulares do município.

Foto: Evelen Gouvea/Prefeitura de Maricá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 + cinco =