Marcelo Delaroli e Dejorge assumem vaga de Deputado Federal

Wellington Serrano

Na tarde desta segunda-feira (02) os políticos Marcelo Delaroli (DEM) e Dejorge Patricio (PRB) assumiram vagas de Deputado Federal. O primeiro assumiu no lugar de Dr. João (PR), eleito prefeito de São João de Meriti no primeiro turno e o segundo assumiu a vaga no lugar de Clarissa Garotinho que foi nomeada secretária municipal de Desenvolvimento, Emprego e Inovação na prefeitura do Rio.

Marcelo, que foi candidato a prefeito de Maricá e obteve mais de 33 mil votos, foi superado na disputa à prefeitura pelo Deputado Federal Fabiano Horta (PT), que teve apoio do atual prefeito Washington Quaquá.

Delaroli foi candidato a Deputado Federal em 2014, onde ficou na primeira suplência e foi o segundo candidato que obteve mais votos em Maricá, obtendo 33.743 votos. Filho do ex-vereador José Delaroli, Marcelo assumirá o mandato com a missão de trazer verbas federais para Maricá e outras cidades do estado, que sofrem com a crise econômica. Ele ficará até o término do mandato, no início de 2019.

De São Gonçalo Dejorge Patricio também assumiu, na tarde de ontem, o mandato de deputado federal. O ex-vereador obteve 26.281 votos entre os moradores de São Gonçalo, na eleição de 2014. No total, Dejorge conquistou 30.533 votos e é suplente, assumindo a vaga no lugar de Clarissa Garotinho que foi nomeada secretária municipal de Desenvolvimento, Emprego e Inovação na prefeitura do Rio. Clarissa é filha dos ex-governadores, Anthony e Rosinha Garotinho e teve 23.737 votos em São Gonçalo.

“Estou tendo o prazer e satisfação de assumir o nosso gabinete de Brasília, o gabinete da população do Estado do Rio de Janeiro e em especial da nossa querida São Gonçalo. A partir de hoje assumimos o mandato e temos o compromisso com o que for melhor para atender nosso Estado. Obrigado e fiquem todos com Deus”, disse Dejorge.

Ainda em Maricá, com a ida do deputado federal Fabiano Horta (PT) para à Prefeitura quem se efetivou foi o advogado Waldih Damous, que vai continuar com uma cadeira na Câmara dos Deputados. No Rio, com a oficialização da saída do deputado Índio da Costa (PSD), atual secretário de Urbanismo, Infraestrutura e Habitação no governo Marcelo Crivella (PRB) quem pode voltar é Marco Antônio (Cabral, PMDB) que pode reassumir o mandato.

Possibilidade real — Uma vaga hipoteticamente distante se tornou viável a partir de uma soma de fatos. Marquinho Mendes (PMDB), assumiu o lugar de Eduardo Cunha (PMDB), cassado no ano passado e depois preso na Lava Jato. Porém, o próprio Marquinho se candidatou a prefeito de Cabo Frio e venceu, deixando vaga a cadeira na Câmara. Fernando Jordão (PMDB) também venceu as eleições para prefeito em Angra dos Reis. Para os seus lugares, assumem Walney Rocha (PEN) e Celso Jacob (PMDB). Laura Carneiro (PMDB) assume a vaga deixada por Washington Reis (PMDB), eleito prefeito de Duque de Caxias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *