Marcão admite dificuldade, mas crê em luta do Flu pela Libertadores

O empate por 1 a 1 com o Atlético-PR não estava nos planos do técnico Marcão e dos jogadores do Fluminense, que tratavam a partida como fundamental na luta por uma vaga na próxima Copa Libertadores. Agora, o grande desafio do treinador será trabalhar o aspecto psicológico dos atletas, que deixaram o gramado do Maracanã muito abatidos e sob vaia dos torcedores.

Alguns jogadores, como o zagueiro Gum, foram vaiados ao longo de boa parte do segundo tempo e hostilizados ao fim da partida. O meia Gustavo Scarpa, por exemplo, mesmo sendo poupado pela torcida, estava visivelmente abatido após desperdiçar uma cobrança de pênalti que poderia ter definido o confronto já nos acréscimos do segundo tempo.

Até mesmo nomes mais experientes, como o zagueiro Henrique, mostraram, nas entrevistas após o jogo, que o clima era de velório.

“Cometemos muitos erros e é até complicado analisar um resultado ruim depois de dias de trabalho muito bons, em que a gente acreditou muito que poderia ganhar. Estivemos perto de vencer em alguns momentos, mas infelizmente não aconteceu”, disse Henrique.

Marcão sabe que trabalhar o aspecto psicológico será o mais importante já visando ao confronto com a Ponte Preta no próximo domingo, às 17 horas (de Brasília), no Estádio Moisés Lucarelli, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro.

“Vamos precisar curar as feridas, pois não é fácil assimilar um resultado desses depois que todos lutaram bastante e brigaram pelos três pontos. Perdemos dois pontos muito importantes na nossa caminhada tentando uma vaga na Copa Libertadores. Ficou mais complicado, mas vamos tentar ver se resta uma vaga para nós. Não vamos desistir e temos que seguir pensando jogo a jogo. No domingo temos mais uma chance”, declarou Marcão.

Para o compromisso com a Macaca, Marcão não poderá contar com o atacante Wellington, que vai ter que cumprir suspensão por ter sido advertido com o terceiro cartão amarelo no jogo diante do Furacão. Já o goleiro Diego Cavalieri, recuperado de lesão na coxa esquerda, tem chances de reaparecer.

Nesta quarta-feira, os jogadores participaram apenas de um trabalho regenerativo e voltam a treinar na manhã desta quinta-feira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *