Maratona de filmes brasileiros na Segunda Mostra de Arte e Cultura LGBT

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD), em parceria com o Grupo Diversidade Niterói (GDN) e a Niterói Filmes, produz na sexta, dia 1° de dezembro (Dia Mundial da Luta Contra a AIDS), uma maratona com filmes brasileiros dentro da 2ª Mostra de Arte e Cultura LGBT. O evento acontece no Solar do Jambeiro, a partir das 18h30min, com entrada gratuita.

PROGRAMAÇÃO:
18h30min – “Café com Leite”, de Daniel Ribeiro (ficção, curta-metragem, 2007, 18 min, 10 anos).
Danilo estava prestes a sair de casa para ir morar com seu namorado, Marcos, quando seus pais morrem num acidente. Seus planos para o futuro mudam quando ele se torna responsável pelo irmão caçula, Lucas. Novos laços são criados entre estes três jovens garotos. Enquanto os irmãos Danilo e Lucas precisam descobrir tudo que não sabiam um sobre o outro, Marcos tenta encontrar seu lugar naquela nova relação familiar. Do mesmo diretor de “Hoje Eu Quero Voltar Sozinho”. O curta ganhou o prêmio Crystal Bear no Festival de Berlim.

18h50min – “De Que Lado Me Olhas”, de Ana Carolina de Azevedo e Helena Sassi (Documentário, curta-metragem, 2014, 15 min, Livre). “O que é não pede para ser, simplesmente é.” Em Porto Alegre, sete pessoas oferecem suas perspectivas sobre uma importante realidade desconversada. Vencedor do prêmio de melhor curta na 11ª Mostra Cinema e Direitos Humanos.

19h05min – “Meu Nome é Jacque”, de Angela Zoé (Documentário, longa-metragem, 2016, 72 min, 12 anos). O documentário aborda a diversidade através da história de vida de Jaqueline Côrtes, uma mulher transexual brasileira, que vive com Aids. Militante pela causa, Jacque tem a vida marcada por lutas e conquistas como representante do governo brasileiro na ONU. Hoje mora numa pequena cidade, levando uma vida voltada para a maternidade e a família. Ao acompanhar o cotidiano de Jacque, este documentário apresenta os inúmeros desafios que foram rompidos pela personagem. Vencedor do prêmio de melhor longa na 11ª Mostra Cinema e Direitos Humanos e Menção Honrosa do Júri, além do Prêmio Mix HIV no 25° Festival Mix Brasil de Cultura e Diversidade.

20h15 “Noturnas”, de Allan Ribeiro (documentário, longa-metragem, 2016, 80 min, Livre). O documentário reúne 15 episódios da série documental que aborda as memórias do transformismo carioca, resgatando histórias de grandes nomes do movimento no Brasil e exibida recentemente no Canal Brasil. Entrevistas com Isabelita dos Patins, Ruddy Pinho, Claudia Pantera, Andrea Gasparelli, Camille K, Pamela Star, Jane di Castro, Rogéria, Yeda Brown, Eula Rochard, Roberta D’Summer, Suzy Brasil, Valeria, Katya Jones e Fujika di Halliday.
O Solar do Jambeiro fica na Rua Presidente Domiciano, 195 em São Domingos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 + 13 =