Manutenção preventiva no Imunana-Laranjal pode deixar cidades sem água

Na próxima quarta-feira (6), das 7h às 22h, a Cedae fará uma manutenção preventiva do Sistema Imunana-Laranjal, que pode afetar algumas cidades da Região Metropolitana 2 como Niterói, São Gonçalo e parte de Maricá, por exemplo. Serão feitos reparos, substituições de equipamentos, limpezas e a ‘força-tarefa’ vai envolver cerca de 90 pessoas e 16 veículos. Para essas intervenções o sistema precisará ser desligado.

De acordo com a Cedae o abastecimento será retomado após a conclusão da manutenção, mas em alguns pontos das cidades, como ruas elevadas, o fornecimento poderá levar até 48 horas para normalizar. A Cedae organizou esquema especial para atender os hospitais, unidades do Corpo de Bombeiros, escolas e demais serviços essenciais com carros-pipa durante o período de abrangência da manutenção preventiva.

O sistema é responsável pelo abastecimento de cerca de dois milhões de pessoas pelas Estações de Tratamento de Água (ETA) de Laranjal, Porto das Caixas, Manilha e Marambaia. “É como a revisão do carro antes de uma longa viagem. O verão é o momento em que temos a maior demanda, com a mesma produção, e não podemos falhar. Não se pode trocar o pneu do carro com o veículo em movimento. Então, uma vez por ano, a Companhia faz a parada de manutenção preventiva para troca de peças, substituição de válvulas, verificação das estruturas elétricas, das baterias de nobreak de proteção do sistema e demais equipamentos”, descreve o diretor de Saneamento e Grande Operação da Cedae, Daniel Okumura.

A concessionária Águas de Niterói, responsável pelo abastecimento da cidade, explicou que após o término da manutenção, o abastecimento pode levar até 48 horas para ser normalizado. A concessionária solicita que a população use água de forma consciente durante esse período.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze − três =