Manutenção é fundamental antes de pegar a estrada

Raquel Morais –

A falta de manutenção preventiva nos veículos ainda corresponde a 30% dos acidentes de trânsito no Brasil. O dado foi divulgado pelo Instituto Scaringella Trânsito que realizou uma pesquisa que também apontou que 80% dos automóveis, que estão em circulação no país, apresentam algum tipo de problema. Especialistas em mecânica confirmam o levantamento e apontam que pequenas conferências podem ser feitas, até mesmo na garagem de casa, antes de colocar o pé na estrada.

Nível da água e do óleo, qualidade dos pneus e até as condições das palhetas dos automóveis são algumas inspeções que devem ser feitas antes do motorista ir para a estrada. O gerente de uma loja no Centro de Niterói, Cláudio Roberto Gomes, recomenda uma revisão básica nos carros de quatro a seis meses.

“É preciso trocar o óleo que quando fica sujo ou baixo compromete o funcionamento do motor. O nível da água também deve ser conferido de tempos em tempos, dependendo da quilometragem rodada. Essas duas medidas com certeza evitam problemas futuros na rua”, contou.

O administrador Vitor Duzzi, 39 anos, levou o carro no mecânico após ouvir um barulho estranho na roda. “Eu prefiro trazer para o especialista ver. Eu uso pouco o carro mas quando vou viajar eu tenho o cuidado de fazer uma revisão básica. Gosto de estar certinho para evitar acidentes”, pontuou.

O mecânico Paulo Juvense, 24 anos, concordou com o cliente. “Eu sempre recomendo que o motorista fique de olho na quilometragem. Questões pequenas como um óleo e uma correia podem evitar acidentes graves de trânsito”, finalizou.

ALTAS TEMPERATURAS
Além da manutenção preventiva os motoristas também devem redobrar a atenção com o sistema de arrefecimento, que controla a temperatura no motor dos carros. O verão contribui para essa instabilidade e dados da Rede PitStop alertam é preciso manter uma inspeção semanal em todo o sistema de arrefecimento. Ainda segundo a nota é comum pegar estrada no período de férias e enfrentar congestionamentos, o que pode afetar ainda mais todo o sistema, principalmente o nível da solução de resfriamento (água e aditivo) e o estado das mangueiras. Caso haja algum sinal de comprometimento do sistema de arrefecimento com o ponteiro do painel do veículo indicando aquecimento do motor, o ideal é parar o veículo e fazer a inspeção imediatamente. É sempre importante lembrar que não se deve colocar apenas água no sistema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *