Manutenção de Niterói sob olhares da população

A Prefeitura de Niterói intensificou as intervenções preventivas nos canais e ralos da cidade. Para este trabalho, que consiste no projeto Zeladoria, um grupo de funcionários da Companhia de Limpeza de Niterói (Clin) e da Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (Seconser) atua exclusivamente na limpeza de rios e canais em todas as regiões. Desde maio, quando começou o projeto, até agosto, a atuação conjunta já resultou na desobstrução de 2.684 bueiros e limpou 24 rios e canais. Sempre que necessário, a concessionária Águas de Niterói é acionada para auxiliar na manutenção.

O presidente da Clin, Luiz Carlos Fróes, ressalta que as ações de limpeza de ruas, rios e canais e a desobstrução de bueiros acontecem em todos os bairros pelas equipes da Clin e Seconser.

“Disponibilizamos aproximadamente 100 funcionários para atuar exclusivamente na zeladoria da cidade e já estamos vendo o resultado positivo nas ruas”, diz Fróes.

Drones ajudam no trabalho
A Prefeitura de Niterói prevê ainda a utilização de drones em locais de difícil acesso, que ajudarão a traçar um diagnóstico das galerias pluviais, dos rios e dos canais subterrâneos mais extensos. Com isso, estratégias serão elaboradas para retirar o acúmulo de resíduos de forma mais eficiente.
“A conservação e limpeza são trabalhos complementares, e a integração destes setores é fundamental. Com a zeladoria, estamos cada vez mais ágeis no atendimento às demandas relatadas tanto pelo cidadão, quanto pelos nossos servidores que atuam nesta ação”, afirma a secretária municipal de Conservação e Serviços Públicos, Dayse Monassa.

Plataforma colaborativa
Um grupo de servidores da Prefeitura de Niterói ganhou uma função especial: observar e registrar, por meio da plataforma Colab, todos os pontos da sua área de atuação que necessitam de manutenção. O projeto, que recebeu o nome de Zeladoria, e tem como objetivo melhorar ainda mais a conservação do município, é coordenado pela Secretaria Municipal de Governo, em conjunto com as secretarias de Conservação e Serviços Públicos (Seconser), Ordem Pública (Seop) e Assistência Social e Direitos Humanos, além da Companhia de Limpeza de Niterói (Clin) e a Niterói Trânsito e Transportes (Nittrans). Por meio desta iniciativa, que começou em maio, já foram cadastradas mais de 1.500 solicitações de serviços. Deste total, 63% já foram solucionadas. A intenção é expandir o serviço a todos os servidores.

Todo o fluxo do projeto é feito via GOV, sistema que faz parte do Colab e serve como plataforma de gestão das demandas enviadas pela população à prefeitura. Os servidores percebem a necessidade da manutenção, cadastram na plataforma e, por dentro do sistema, a demanda é encaminhada ao setor responsável. Quando o serviço é realizado, é feita a comunicação, também pelo GOV, para que seja dado baixa na solicitação.

“Há alguns anos, Niterói têm utilizado redes sociais e plataformas digitais para que os cidadãos possam colaborar com a gestão da cidade. Desde 2014, mais de 38 mil solicitações de serviços foram cadastradas e respondemos 76% delas. Estes servidores do projeto da Zeladoria se juntam a milhares de munícipes engajados para melhorar ainda mais, não só a conservação da cidade, como também os registros da prefeitura”, afirma Monassa.

Para o presidente da Clin a plataforma veio para inovar a gestão dos serviços públicos realizados em Niterói e os cidadãos só têm a ganhar com a agilidade em que as demandas são atendidas.

“As equipes da Clin se doam ao máximo na resolução de cada demanda que recebe, e com a criação dos grupos exclusivos da Zeladoria, conseguimos identificar melhor cada ponto em que precisa de uma rápida atuação, não só da Companhia, mas também de outras secretarias”, explica Fróes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *