Testagem em massa ampliada começa com baixa procura em São Gonçalo

Ao contrário do que se esperava, no primeiro dia da testagem ampliada para Covid-19 nos postos anunciados pelo Governo do Estado em São Gonçalo, na sexta-feira (4) – Hospital Estadual Alberto Torres (Heat) e UPA do Colubandê – poucas pessoas apareceram para fazer o exame. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES), o motivo é o prazo de 24 horas que o aplicativo Dados do Bem está levando para enviar a notificação de que o agendamento do paciente foi feito.

A SES informou que foram realizados 164 exames de RT-PCR no Hospital Estadual Alberto Torres (HEAT), 190 na UPA Colubandê (São Gonçalo) e cinco no Hospital Regional do Médio Paraíba Dra. Zilda Arns Neumann.

Os exames devem ser agendados pelo aplicativo Dados do Bem. Os pedidos de agendamento precisam ser confirmados pelo usuário para que sejam validados. Dessa forma, é importante ficar atento às notificações que chegam no app e confirmar a presença. Caso não possa comparecer ao exame é importante desmarcar para que outra pessoa possa ser atendida.

A situação não foi considerada uma “falha” do sistema e o órgão afirma que as pessoas com sintomas poderiam comparecer aos postos de atendimento, mesmo sem o agendamento. O cadastro teve início da quinta-feira (3). Da acordo com levantamento, São Gonçalo continua sendo a segunda cidade do estado em número de óbitos por Covid-19, com 863 mortes. Mais de 16,5 mil pessoas já contraíram o coronavírus na cidade. O aumento recente do número de casos fez com que a prefeitura decretasse mais restrições algumas restrições com relação às medidas de isolamento.

Além dos dois pontos em São Gonçalo, outros testes também foram disponibilizados no Hospital Regional do Médio Paraíba Dra. Zilda Arns, em Volta Redonda, no Sul do estado. Nas unidades, os exames serão realizados todos os dias, das 7 da manhã às 19 horas. Os pontos de testagem ampliada têm capacidade de realização de até 1,5 mil exames por dia. Segundo o Governo do Estado, a escolha das três unidades iniciais de testagem levou em consideração o aumento de casos naquelas regiões e a oferta de exames RT-PCR já existente em outros municípios. A reportagem esteve na UPA de Columbandê e encontrou pouco mais de 30 pessoas em uma unidade com capacidade para 500 vagas.

Para fazer o teste, a pessoa precisa baixar o aplicativo Dados do Bem e responder um questionário. Funciona como uma autoavaliação: se a pessoa está ou não com algum sintoma da Covid-19, como febre, tosse, alteração no olfato ou paladar, se teve ou não contato recente com alguma pessoa que tenha testado positivo para doença, se tem ou não alguma doença pré-existente, como diabetes, e se pertence ou não ao grupo de risco (neste caso, se pertence a categoria de profissionais de saúde ou da segurança).

Com base nessas informações, se a pessoa atender aos critérios de testagem, i receber um aviso informando a data, hora e local para a realização do teste. O resultado sai em até 72 horas. Nem a Secretaria da Saúde e o Instituto Dor, que é responsável pelo gerenciamento dos dados do aplicativo, informaram quantos agendamentos já foram feitos, mas que entre terça e quinta-feira foram feitos mais de 10 mil downloads do aplicativo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × três =