Mais um bar em Icaraí foi assaltado

Raquel Morais –

A notícia parece velha, mas não é. A onda de assaltos em bares e restaurantes de Icaraí e Jardim Icaraí parece não dar trégua em Niterói. A violência e a insegurança no município está fechando os sorrisos dos niteroienses, que não usam mais o termo ‘a cidade sorriso’ para se referir à Niterói. Mais um restaurante foi alvo da ação de criminosos durante o final de semana, que no mesmo tipo de ação levaram dinheiro e celulares de funcionários e clientes do Berton.

O bar está localizado justamente no perímetro onde a criminalidade anda solta em Niterói. Outros casos praticamente iguais chamam atenção da polícia e dos niteroienses. Desde o dia 23 de Março, quando o Sport Bar, na Rua Tavares de Macedo, foi assaltado, os estabelecimentos comerciais viraram preferência dos assaltantes, que também mudaram a tática do crime. Agora, os alvos principais são os clientes: eles param de carro, ‘varrem’ os pertences dos clientes e seguem impunes para praticarem outros crimes.

No último domingo, por volta da meia-noite, cinco homens armados com fuzis teriam estacionado o carro na calçada da Rua Lopes Trovão, recolhido os pertences de funcionários do Bar Berton e de clientes que ainda estavam em uma mesa. “A sensação é horrível e muito triste estar acontecendo isso na cidade”, lamentou o dono do restaurante, que preferiu não se identificar.

A ação dos criminosos assustou clientes de outros bares, que presenciaram o assalto. “Meu prédio foi invadido por pessoas em pânico com o que tinham visto. Está impossível essa situação. As pessoas entraram no prédio gritando e muito apavoradas. Falta uma estratégia de segurança efetiva para coibir esses crimes”, comentou o síndico Francisco Nazaré, que também é advogado.

No dia 14, outros dois estabelecimentos ficaram na mira dos marginais: às 23h30min o Bar Travessa, na Geraldo Martins, onde quatro homens encapuzados anunciaram o assalto e roubaram pertences dos clientes. Já a meia-noite, na Presidente Backer, o Bar Siri 2 também foi alvo dos ladrões. No dia 10, a lanchonete Compão, na Rua Coronel Moreira César, foi roubada, além dos clientes que estavam no local.

“Temos que dar uma solução para esses casos e isso não pode ficar assim. Acho que estamos em um ponto que temos que ter segurança privada. Os bandidos estão encontrando muita facilidade além da certeza da impunidade em caso de serem presos”, comentou a integrante de um grupo de segurança das redes sociais, Maria Line Fabrino.

O subcomandante do 12º BPM (Niterói), tenente-coronel Fábio Marçal, informou que recebeu apenas a informação de um roubo e que o policiamento segue intensificado na região para coibir a ação de bandidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 1 =