Mais de mil moradias em São Gonçalo

Centenas de famílias vão ter o que comemorar nesse Natal, isso porque 1.240 moradias foram entregues em São Gonçalo, pelo projeto Minha Casa Minha Vida, no terreno do antigo 3º Batalhão de Infantaria, em Venda da Cruz. Além do conjunto habitacional, o local receberá ainda diversos equipamentos da prefeitura, inclusive a sede da Guarda Municipal. A previsão é que mais 800 apartamentos sejam entregues no primeiro semestre do ano que vem, em um novo projeto no Complexo do Salgueiro. Em São Gonçalo existe um déficit habitacional de cerca de 15 mil pessoas, que necessitam de uma casa.

Com a presença do ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Moreira Franco, do Luiz Fernando Pezão e do prefeito de São Gonçalo, José Luís Nanci, as chaves do conjunto começaram a ser entregues no final da manhã de ontem. Foram investidos R$ 117 milhões com recursos federais, enquanto o Estado investiu R$ 24 milhões.

“Este é o condomínio mais bonito do Brasil, é um presente para toda São Gonçalo. A prefeitura vai estar presente, com uma creche, que irá atender mais de 100 crianças, uma escola, um Cras, além da nova sede da Guarda”, lembrou Nanci.

Cada moradia tem dois quartos, banheiro, sala, cozinha e área de serviço. Além dos prédios foram construídos equipamentos de uso comum, como parque, churrasqueiras, quadra de esporte e salão de festa. Os donos irão pagar prestações que variam de R$ 80 a R$ 270 mensais, de acordo com sua faixa salarial. Alice Antonia de Mendonça, de 78 anos, está inserida em uma das 1.240 famílias que receberam uma chave e lembrou que desde que perdeu sua casa na enchente de 2010 não tinha mais esperança de ter um novo lar.

“Eu moro sozinha, perdi tudo quando a água encheu minha casa na Trindade. Faz sete anos que eu esperava. Quando me ligaram eu não acreditei. Se pudesse já mudaria hoje, mas tenho que trazer os móveis, acho que até janeiro já estou com minhas coisas aqui”, contou Alice.

Para o casal Maria da Penha dos Santos, de 54 anos, e Edelson dos Santos, de 80, a nova casa será um marco para sua família. “Somos só nós dois e o apartamento servirá bem a nós. Queríamos um apartamento que coubesse a família toda, umas 100 pessoas, mas aí teria que ser uma mansão”, brincou Maria da Penha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − 9 =