Mais de 2 mil pessoas prestigiam retorno da feirinha do Campo de São Bento

Neste sábado (10), as feiras de artesanato foram autorizadas a retornar às atividades em Niterói, seguindo todos os protocolos estabelecidos e praticados no treinamento feito pela Secretaria Municipal de Saúde com os artesãos. Dentre elas, a tradicional feirinha do Campo de São Bento, no coração de Icaraí, Zona Sul da cidade.

Os artesãos passaram por um treinamento para atenderem seus clientes com segurança, de acordo com a Subsecretária de Saúde, Camila Franco.

“Feirantes e clientes deverão seguir todos os protocolos de higiene e proteção individual para reduzir o risco de contágio. O uso de máscaras é obrigatório para todos e os artesãos deverão disponibilizar álcool 70% para higienização das mãos e manter os produtos à venda também higienizados. As barracas deverão manter um distanciamento de 1,5 metro em ambientes abertos e de 2 metros em ambientes fechados. O acesso dos artesãos às barracas deve ser feito apenas pela parte de trás, evitando a circulação pelas laterais e frente, facilitando o distanciamento interpessoal com os clientes”, explicou Camila.

Roberto Guedes Braminchekel é de Santo Aleixo, em Magé, e vende na feira do Campo de São Bento os produtos orgânicos que cultiva.

“Sou agricultor familiar e minha única renda é o que vendo nesta feira. Produzo durante a semana e vendo aos sábados. Com o fechamento, durante a pandemia, corri atrás de vender no atacado para comerciantes, porém o valor pago é muito menor do que com a venda direta ao consumidor. Mesmo com pouca divulgação da feira, teve bastante gente hoje. Seguimos todos os protocolos de sergurança. Eu, por exemplo, tenho álcool 70% em gel e líquido. São quase cinco anos e meio trabalhando aqui na feira e a expectativa é muito boa com a reabertura e a volta do público que acaba divulgando no boca-a-boca e trazendo clientela”, disse Roberto.

Só na manhã deste sábado, mais de duas mil pessoas passaram pelo Campo de São Bento. As feiras orgânicas e de artesanato estão funcionando de 9h às 14h e a entrada e saída do parque estão sendo feitas apenas pela Rua Lopes Trovão.

“Minha expectativa é que a feira volte como era antes. Durante esse período de pandemia, com as feiras fechadas, tentei vender pela internet, mas não deu muito certo. Fiz uns trabalhos de digitação para complementar a renda. O que está me ajudando muito, nesse período mais difícil, é o auxílio que a prefeitura deu aos artesãos”, disse a artesã Nilza Fonseca, 32 anos de feira, que aproveitou o material que tinha em casa para fazer algumas peças para expor em sua barraca.

As feiras deverão disponibilizar cartazes com orientações para os clientes sobre as medidas de prevenção contra a Covid-19 durante a permanência no local. No dia 20, reabre o Horto de Itaipu junto com a volta do funcionamento de outras praças em Niterói. Já no dia 2 de novembro, há previsão de retomada da Feira Orgânica de Itaipu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 + cinco =