Mais de 14 mil eleitores podem ter os títulos cancelados

Wellington Serrano –

Quem deixou de votar nas três últimas eleições e não justificou a ausência até a última terça-feira(02) na Justiça Eleitoral terá o título de eleitor bloqueado entre 17 e 19 de maio. Na Região da Costa do Sol, 14.084 eleitores estão nessa situação, segundo levantamento do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ).

Macaé lidera o ranking, com 3.598 irregulares. Cabo Frio teve o segundo maior registro de faltosos que deixaram de se regularizar, sendo 3.104 eleitores, seguido pelo município de Rio das Ostras, com 1.920 registros.

O levantamento apontou que apenas 29 pessoas em um universo de 1.617 irregulares em Araruama procuraram o Cartório Eleitoral. Em São Pedro da Aldeia, são 1.194 eleitores que estão com o título irregular. O município de Búzios também não fica atrás no quesito, apenas nove pessoas regularizaram a situação com a Justiça Eleitoral, num universo de 735 eleitores. Mesma situação de Casimiro de Abreu, com 696 irregulares e Arraial do Cabo, com 597. Quissamã tem 318 pessoas irregulares, Carapebus tem 174 e Iguaba Grande com 141 títulos irregulares.
O cidadão que ficar com o título cancelado não poderá votar e vai perder alguns direitos, como o de obter passaporte, inscrever-se em concursos públicos, matricular-se em instituições públicas de ensino e obter empréstimos junto a instituições públicas.

Para a regularização, o eleitor deverá comparecer ao Cartório Eleitoral, entre o horário de 8h e 14h, em posse de documento oficial de identificação com foto, e solicitar novo título. O TRE destaca que é importante lembrar que cada pleito é considerado uma eleição. O eleitor pode verificar a sua situação perante a Justiça Eleitoral no site do Tribunal Superior Eleitoral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze − um =