Maior ladrão de carros das zonas Sul e Oeste do Rio é preso em Maricá

Agentes da 41ª DP (Tanque), na Zona Oeste do Rio, e da Subsecretaria de Inteligência da Polícia Civil prenderam, na quinta-feira (24), em Inoã, distrito de Maricá, um criminoso considerado para polícia o maior ladrão de carros de luxo das zonas Sul e Oeste do Rio. Após cerca de 12 horas monitorando os passos do acusado, os policiais localizaram e prenderam, num apartamento, Beethoven Ramalho, de 38 anos, que estava foragido da Justiça e o Portal Procurados ainda oferecia recompensa por informações que levassem, a sua prisão.

Ele fez diversas vítimas nos bairros de Jacarepaguá, Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes, além de outros bairros, na Zona Sul. A Polícia Civil informou que Beethoven possuía 30 anotações criminais desde 2003, além de 3 Mandados de Prisão pendentes, por roubo de veículos, sendo ainda identificado nos últimos 2 anos em 15 ocorrências do gênero. Em agosto de 2009, agentes da Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), em conjunto com policiais do 1º BPM (Estácio), prenderam Beethoven, no Morro da Coroa, no bairro Catumbi, Zona Norte. Contra ele, haviam dois Mandados de Prisão, por roubos realizados nas áreas da 14ª DP (Leblon) e 15ª DP (Gávea), na Zona Sul. Ele também era, na ocasião, suspeito de participação no assalto que resultou na morte do advogado Bolívar de Souza Silva, de 45 anos, no dia 18 de julho do mesmo ano, no bairro Recreio dos Bandeirantes.

Solto novamente, o assaltante chegou a ser preso, no dia 29 de novembro de 2010, por policiais da 15ª DP, através de informações passadas pelo Disque-Denúncia. De acordo com a polícia, ele foi reconhecido por duas vítimas como autor de pelo menos dois roubos a carros ocorridos nos bairros Jardim Botânico e Lagoa, Zona Sul, em outubro de 2010. Na ocasião, a polícia explicou que ele fazia parte de uma quadrilha de ladrões de carros que vinha agindo em toda Zona Sul. Novamente em liberdade, em 2017, mais uma vez Beethoven foi acusado e procurado pela 16ª DP (Barra da Tijuca), por estar praticando diversos roubos de veículos e a uma pousada na Zona Oeste do Rio. No decorrer das investigações, a polícia apurou que a quadrilha de Beethovem era composta também por Gildasio Esteves Lima, Fredisson Gonçalves Santiago (que já se encontram presos).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *