Maestro João Carlos Martins fará apresentações inéditas em Niterói

O maestro e pianista João Carlos Martins vai realizar, pela primeira vez, dois concertos, em Niterói. Ele se apresenta, no próximo domingo (19), no “Natal da Esperança”, projeto da Prefeitura, por meio da Fundação de Arte de Niterói. A apresentação será ao ar livre, no palco montado em frente ao lago, no Campo de São Bento, às 19h30. Na segunda-feira (20), o maestro estará, às 19h, no Theatro Municipal de Niterói, encerrando as atividades presenciais de 2021 no local. Ambos os shows contam com as participações da Orquestra da Grota e da Orquestra Jovem de Niterói – do programa Aprendiz Musical.

 ‘Ne me quite pas’; ‘Ladies in lavender’; ‘Ária de 4ª corda’; ‘Tico tico no fubá’; ‘Villa Lobos, Preludio Bachianas N4’; entre outras composições, fazem parte do repertório apresentado por João Carlos Martins, que já teve sua vida registrada em dois documentários europeus vencedores de festivais internacionais e, após uma carreira meteórica como pianista, com mais de mil apresentações no exterior, deixou como legado a gravação completa da obra de J.S.Bach para teclado. Em 2004, iniciou uma nova carreira aos 63 anos como maestro, transformando-se no músico clássico brasileiro mais requisitado pelo Brasil afora.

Depois de se apresentar nas mais importantes casas de espetáculos do mundo, em dezenas de países diferentes, o maestro chega a Niterói para um recital que promete ser inesquecível, acompanhado da Orquestra Jovem de Niterói – resultado do trabalho contínuo de formação em música desenvolvido pelo Programa Aprendiz Musical (que existe há 20 anos e é mantido pela Prefeitura de Niterói, por meio da FAN) com crianças e jovens da cidade e que foi criada para permitir que os estudantes egressos das escolas municipais pudessem dar continuidade aos estudos musicais – e da Orquestra da Grota – que, ao longo de 25 anos, se apresentou em cidades do Brasil e do exterior e recebeu diversas premiações. Assim, cada jovem se torna um vetor em sua comunidade e ao compartilhar seus saberes com outros, multiplica e potencializa o conhecimento adquirido.

Um presente que o público recebe de Natal: assistir à performance deste ícone da obra clássica, que está à frente da Filarmônica Bachiana SESI SP e tem trabalhado em prol da democratização da cultura no país, levando música erudita para as mais diversas plateias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.