Macaé: Prefeito destaca obra como oportunidade de desenvolvimento regional

Wellington Serrano –

Para Macaé e região o assunto que animou a todos nessa semana foi o plano estratégico do Governo do Estado, apresentado que garante o Terminal Portuário de Macaé (Tepor) como prioridade. Procurado por A TRIBUNA, o prefeito de Macaé, Dr. Aluizio, agradeceu ao governador do Estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, por incluir o Tepor nas prioridades da sua gestão para os próximos 180 dias.

A iniciativa do governador vem ao encontro das medidas que vem sendo tomadas pelo município com vistas à retomada do desenvolvimento local, com consequente geração de empregos e renda. Em dezembro, Dr. Aluizio sancionou o Projeto Avança Macaé (Lei Complementar 03/2018) que tem como meta garantir a injeção de novos recursos e investimentos nas atividades do município.

O Tepor é uma das ações prioritárias para os próximos 180 dias e que consta do Plano de Diretrizes e Iniciativas Prioritárias do Governo do Estado do Rio de Janeiro entregue aos secretários estaduais.

“O Porto de Macaé entra na prioridade dos 180 dias do Governo do Estado. Mais do que um caminho pra cidade, agora é uma das oportunidades regionais. Deixo meu profundo agradecimento ao governador Witzel pela sensibilidade em colocar o Porto de Macaé – Tepor, como prioridade do estado pra geração de empregos e renda”, escreveu o prefeito de Macaé em uma rede social.

O governo municipal vem trabalhando em iniciativas visando a retomada do desenvolvimento econômico local, como “#Bacia de Campos, é preciso investir” e “#menos royalties, mais emprego”. Recentemente, com o Projeto Avança Macaé, a ideia é garantir a injeção de novos recursos e investimentos nas atividades do município. Além de aumentar a oferta de equipamentos públicos, o projeto diversifica seu arranjo produtivo, permanecendo no petróleo e gás e expandindo para outros setores.

A proposta foi criada com base em estudos que asseguram que as compensações não causarão impacto às metas fiscais da administração. Podem ser contempladas obras de infraestrutura no município; atividades que incrementem a pesquisa, ciência e tecnologia; ações de formação e treinamento de mão de obra especializada e implementação de novas fontes energéticas.

“O Avança Macaé deverá ser usado já nas obras do Porto, como a Transportuária, mas também poderá ser utilizado nas estradas da serra para melhorar a infraestrutura da rede hoteleira. A finalidade é permitir que a iniciativa privada possa investir em infraestrutura pública e depois da obra concluída reduzir os valores de impostos como ISS e IPTU”, destacou o prefeito.

Os projetos do Tepor e a Transportuária são empreendimentos privados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *