MAC Niterói abre exposição com obras só de mulheres

No mês em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, o Museu de Arte Contemporânea de Niterói recebe, a partir de 3 de março, uma exposição só de mulheres, todas importantes nomes do cenário artístico contemporâneo. Com curadoria de Pablo León de La Barra e Raphael Fonseca, a mostra “Anna Bella & Lygia & Mira & Wanda” apresenta obras de Anna Bella Geiger (1933-), Lygia Clark (1920-1988), Mira Schendel (1919-1988) e Wanda Pimentel (1943-), presentes na importante Coleção MAC – João Sattamini.

Cerca de 50 obras, com técnicas variadas (vídeo, pinturas, gravuras e esculturas), farão parte da exposição. Lygia Clark e Mira Schendel foram grandes pesquisadores das relações entre imagem e geometria no Brasil, sendo que, posteriormente, suas formas saem do plano e se dirigem ao espaço. No caso de Lygia Clark, seu interesse chega mesmo à experimentação de diversos sentidos por parte do público. Enquanto isso, Geiger é uma das precursoras do abstracionismo informal no país. Posteriormente, foi conhecida por suas experimentações na gravura e no vídeo, com destaque para a forma como a palavra exerce um lugar crítico e mesmo humorístico na sua pesquisa. Por fim, Wanda Pimentel é uma artista que trabalha predominantemente com pintura, com criações de obras icônicas durante os anos 1960 e 1970 em que o corpo feminino era fundido a objetos domésticos. Além das telas e esculturas, haverá, ainda, alguns vídeos da Anna Bella Geiger e um vídeo sobre a Wanda Pimentel (dirigido pelo Antonio Carlos Fontoura, de 1972).
“Em um momento em que as instituições de artes visuais revisam as relações de gênero contidas em suas coleções, se faz essencial que a curadoria do museu proporcione ao público um panorama da arte produzida no Brasil por meio das poéticas de quatro artistas mulheres. Cada uma das áreas do mezzanino será dedicada a uma artista em formato semelhante a pequenas individuais. As diferenças de suas pesquisas virão à tona uma vez que o público realize o seu percurso no espaço e, por consequência, as mudanças de perspectivas na produção de arte no país serão perceptíveis”, esclareceu Raphael Fonseca.

O mezanino é dividido em 4 espaços. Cada espaço será ocupado por obras de uma destas artistas. “Optamos por começar a pensar a Coleção MAC – João Sattamini a partir destas quatro artísticas icônicas das artes visuais no Brasil, no momento em que diversas coleções de arte revisam sua própria história e as questões de gênero implicadas nas mesmas”, finalizou Pablo León de La Barra.

É válido ressaltar, ainda, que o MAC Niterói conta com monitores – todos alunos de universidades públicas de áreas afins às artes visuais -, que estão trabalhando em conjunto com a curadoria e escreverão textos sobre cada uma das quatro artistas.

A mostra ficará em cartaz até 4 de novembro de 2018, podendo ser visitada de terça a domingo, das 10h às 18h. Os ingressos custam R$ 10 (inteira). Estudantes, professores e pessoas acima de 60 anos pagam meia (R$ 5). Entrada gratuita para estudantes da rede pública (ensino médio), crianças de até 7 anos, portadores de necessidades especiais, moradores ou nascidos em Niterói (com apresentação do comprovante de residência) e visitantes de bicicleta. Na quarta-feira, a entrada é gratuita para todos. Mais informações pelo telefone: (21) 2620-2400.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × dois =